O maior canal de informação do setor

Empresa especializada em suplementos vitamínicos personalizados quer faturar R$ 5 milhões até 2022

142

Suplementos vitamínicos – Roberto Ludovico é um administrador de empresas formado pela FGV, fez sua carreira em consultoria estratégica, mas vem de uma família de médicos, que tinha controle do maior hospital de Goiás. Apesar da pressão da família em cursar medicina, decidiu seguir uma carreira mais administrativa por ter um interesse sobre a visão gerencial e menos técnica do negócio, ainda que conhecesse a fundo e tenha passado a infância inteira ao redor dos médicos do hospital.

Danilo Oshiro, também formado em administração de empresas pela FGV e amigo de Roberto Ludovico, construiu a carreira no mercado financeiro, mais especificamente na área de Investment Banking. Ele sempre buscou maximizar o bem-estar, seja por meio de exercício, nutrição ou suplementos, mas se incomodava com a quantidade de embalagens que tinha que carregar durante suas viagens ou, até mesmo, muitos comprimidos que tinha que ingerir durante o dia.

A busca por melhorar a saúde sempre foi um ponto de convergência entre ambos. Eles encontraram em suplementos e tratamentos médicos uma elevada disposição que os ajudaram a se destacar em ambientes altamente competitivos que trabalhavam. Perceberam ainda que fórmulas simples poderiam dar grandes resultados no dia-a-dia de uma pessoa, mas chegar até elas não era um caminho simples e fácil. Nessa mesma linha, notaram que mesmo após descobrir, ou o médico indicar os suplementos adequados, o trabalho e a complexidade na organização para conseguir seguir um tratamento acabava dificultando o mesmo.

A partir daí, tiveram a ideia de simplificar esse processo e criar uma solução mais simples, visando facilitar e melhorar a vida e o tratamento das pessoas, aliada à tecnologia. Com isso, surgiu a Polaris Healthcare.

Polaris Healthcare

A Polaris Healthcare é uma healthtech, que se subdivide em Polaris Nutrition e Polaris Pharma, e nasceu com o propósito de melhorar a vida das pessoas, em especial, no suporte e cuidados com a saúde. “Nós acreditamos que todo cliente é único e que sua suplementação também deve ser”, afirma Ludovico, CEO.

As dores que eles querem resolver são duas: quais suplementos tomar e como garantir aderência ao tratamento, ou seja, tomar seu suplemento e medicação no momento certo e na dose certa.

A ideia foi criar um modelo de embalagem, onde, dentro de um sachê, a pessoa pudesse encontrar todos os comprimidos necessários e não ficar dependente de diversas embalagens. Com isso surgiu o pack da Polaris. Mas, como ele funciona?

O modelo inicial se divide em recomendação de suplementos e farmácia de manipulação. Quando se fala de recomendação, a ideia é montar uma suplementação baseada nas principais queixas dos clientes. Para isso, ele responde um questionário de perguntas de nutrição funcional, desenvolvido por farmacêuticos, médicos e nutricionistas.

Logo, após isso, baseado nas respostas, há um algoritmo próprio da Polaris, que considera as respostas do questionário levando em conta o estilo de vida, cuidado nutricional e objetivos pessoais de quem responde. Com isso, é montada uma combinação de suplementos customizados para aquele cliente, onde em um sachê há todos os nutrientes para atingir o objetivo.

Após isso, ocorre uma verificação de possíveis interações medicamentosas dos suplementos recomendados com os medicamentos que a pessoa já toma, a fim de filtrar algo que não deva ser recomendado, e, enfim, a entrega dos kits de suplementos customizados e separados para serem consumidos por dia e período.

O questionário analisa detalhadamente dados sobre a saúde, sexo, idade, dieta, alergias e até mesmo os medicamentos prescritos para garantir que o cliente obtenha exatamente o que precisa. “Enquanto os polivitamínicos não atendem à necessidade específica de cada pessoa, a solução da Polaris permite avaliar as prioridades e possíveis carências individualmente”, explica Ludovico.

“Nossa ideia foi concentrar tudo que uma pessoa toma em um sachê e facilitar a vida, ou seja, quando for viajar, ao invés de precisar levar vários potes, será necessário levar apenas os packs indicados, não ocupando espaço da mala e não perdendo tempo separando os medicamentos“, explica Danilo, CFO da Polaris.

Já na manipulação, que ainda está em fase de implementação, o cliente enviará a receita em formato digital, a medicação será manipulada de acordo com a prescrição e serão entregues fórmulas customizadas e separadas para serem consumidas por dia e período. “O que percebemos é que a maioria dos usuários não toma apenas suplementos, mas usa também medicações prescritas e feitas sob medida em farmácias especializadas. Abrindo nossa própria farmácia, conseguimos entregar todos os medicamentos de uma pessoa em soluções que aumentem a aderência ao tratamento.” afirma Ludovico.

Com esse modelo de negócio, de vender medicamentos prescritos e suplementos que facilitam o dia a dia do cliente, os empresários querem faturar R$ 5 milhões até o final de 2022. Mas, o sonho não para por aí.

“Nosso grande sonho é alinhar diversas soluções capazes de dar suporte ao diagnóstico e tratamento do paciente e facilitar cada dia mais a sua vida, onde ele conseguirá fazer tudo relacionado a sua saúde conosco”, finaliza Ludovico.

Fonte: CATANDUVA NA NET

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/hilab-fideliza-farmacia-com-tecnologia-e-laudos/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação