fbpx

Estado americano usa opiáceo para aplicar pena de morte

Opiáceo – O estado americano de Nebraska realizou, nesta terça-feira, a primeira execução de pena de morte utilizando fentanil. A substância é um opiáceo e está no centro de uma grande discussão de mortes pro overdose no país americano. Carey Dean Moore, de 60 anos foi condenado a morte por dois assassinatos cometidos em 1979. Além de executar Dean com uma injeção de Fentanil, esta foi a primeira pena de morte aplicada pelo estado de Nebraska em 21 anos.

Siga nosso instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

A execução de Dean sobreviveu a uma disputa legal feita no último momento por parte de uma companhia farmacêutica. Na última semana, o fabricante alemão Fresenius Kabi tentou suspender a execução de Dean por alegar que as drogas tinham sido compradas ilegalmente. Apesar da apelação, o juiz federal pelo caso decidiu a favor da execução.

As empresas fornecedoras de medicamentos estão cada vez mais hostis com a venda dessas substâncias aos estados. O uso do fentanil é um problema, pois é uma droga que está controlado pela lei. O estado de Nebraska não revelou como conseguiu o medicamento.

— Reconhece que as execuções atualmente impctam muita gente em diferentes níveis — disse Soctt Frankes, direitor do Departamento de Serviço Prisional de Nebraska

A injeção letal é uma mistura do analgésico diazepam, fentanil, um relaxante muscular e cloreto de potássio, usado para paralisar o coração. Destas substâncias, apenas o cloreto já havia sido usado em outras execuções. Para Robert Dunham, diretor do Centro de Informação da Pena de morte, o novo procedimento é uma amostra do problema que os estados estão tendo para conseguir outros medicamentos para aplicar a pena:

— Isso indica que os estados estão procurando as drogas que estão disponíveis — disse

Em 2015 o estado de Nebraska chegou a abolir a pena de morte como pena, porém a proibição durou apenas 1 ano. A última execução registrada havia sido feita em 1997 por meio da cadeira elétrica.

Fonte: Extra

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2021/02/01/hypera-pharma-conclui-compra-de-portfolio-da-takeda/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra