fbpx

EUA abrem caminho para vacina da Moderna

A agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos espera autorizar até sexta-feira uma segunda vacina contra a covid-19 no país. Desta vez, a dose desenvolvida pela farmacêutica norte-americana Moderna. A espera de um segundo imunizante aprovado nos EUA acontece após a FDA (espécie de agência sanitária norte-americana) confirmar ontem que o produto do laboratório é “altamente protetor” contra o coronavírus. O órgão também aprovou a eficácia da dose, avaliada em 94,1%.

Um segundo imunizante no país, além do produzido pela Pfizer/BioNtech e administrado desde segunda, torna-se crucial no combate à pandemia nos EUA na medida em que o país bate recorde de novos casos reportados em 24 horas. Na terça-feira, o país atingiu 300 mil mortos em virtude da doença – a nação com mais vítimas até o momento.

De acordo com o jornal The New York Times, pessoas ligadas à agência reguladora disseram que cerca de 6 milhões de doses da Moderna estariam prontas para distribuição a partir da próxima semana, aumentando significativamente os 2,9 milhões de doses já distribuídas pelas empresas Pfizer/BioNtech nesta semana.

Mas, de acordo com pesquisa desenvolvida pelo Monitor de Vacinas, projeto que acompanha a percepção do público frente aos imunizantes, 27% apontam que “provavelmente ou definitivamente” não gostariam de receber a dose. Entre os motivos estão medo de efeitos colaterais e falta de confiança no governo.

Europa corre para aprovar dose da Pfizer

A EMA (agência reguladora de medicamentos da Europa) antecipou para 21 de dezembro uma reunião entre cientistas independentes para avaliar a aprovação de uso emergencial da vacina Pfizer/BioNtech em território europeu. Anteriormente, a data estava programada para o dia 29 do mesmo mês.

A mudança vem como um sinal de preocupação da região em controlar uma segunda onda da doença na medida em que o final do ano se aproxima. Membros da UE (União Europeia) como França, Alemanha e Itália se organizam para uma vacinação em massa coordenada entre os países.

Com a reunião marcada para o dia 21, há uma grande expectativa de que o bloco comece a distribuição das doses ainda no dia 23 de dezembro.

Fonte: Jornal Metro News

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/12/02/vacina-da-moderna-apresenta-100-de-eficacia-contra-covid-19-grave/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra