fbpx

EUA aprovam comercialização de nova droga para artrite

 

Os reguladores dos Estados Unidos autorizaram a companhia farmacêutica Sanofi e seu parceiro Regeneron a comercializar um medicamento para o tratamento de condições inflamatórias crônicas, tais como a artrite reumatoide.

A autorização da Food and Drug Administration demorou por causa de “deficiências” identificadas pelo organismo durante a inspeção das instalações de produção da Sanofi, na Normandia, na França.

A droga sarilumab, que será vendida sob a marca Kevzara, poderia gerar cerca de 1,8 bilhão de vendas para 2020 e é considerada pela Sanofi como um potencial produto bandeira para fortalecer o crescimento da empresa no longo prazo.

Os reguladores no Canadá estabeleceram uma regulamentação semelhante em fevereiro, enquanto a Agência Europeia de Medicamentos emitiu um parecer positivo sobre a droga em abril, de acordo com a Sanofi, antes de uma decisão final pela Comissão Europeia nos próximos meses.

Na Europa, cerca de 2,9 milhões de pessoas sofrem de artrite reumatoide, uma doença auto-imune dolorosa que provoca dores nas articulações e inchaço nas articulações, rigidez e fadiga.

Os tratamentos disponíveis para esta condição incluem o anti-inflamatória Humira, da empresa americana Abbvie, e produtos biossimilares, que imitam os efeitos das drogas biológicas fabricadas a partir de células vivas.

 

Fonte: Isto É Dinheiro Online – SP

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra