fbpx

Falhas nas farmácias deixam 45 milhões de medicamentos em falta

Nos primeiros nove meses do ano, faltaram 45 milhões de medicamentos nas farmácias portuguesas, o que corresponde a um aumento de 28% face ao período homólogo no ano passado.Partilhe

 

Por falta de liquidez e porque o abastecimento do mercado é irregular, as ruturas de stock nas prateleiras são cada vez mais frequentes, sendo que as farmácias têm dificuldades crescentes em responder às necessidades dos doentes no momento, que acabam por ter de fazer várias deslocações para comprar os medicamentos que o médico receitou.

Mas, para compensar as ruturas de stock, a substituição de embalagens tem de ser feita; essa alternativa traz consigo alguns inconvenientes, como o transtorno das viagens à farmácia e o risco de confusão na toma do medicamento. Segundo Luís Martins, diretor do Serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga, são situações que poderiam ser evitadas, caso o sistema de prescrição eletrónica de medicamentos alertasse os médicos para as faltas no momento em que estão a passar a receita.

Além disso, registaram-se 277 mil faltas em setembro do Sinemet, medicamento para tratamento da doença de Parkinson, o que provocou bastante angústia nos doentes. Neste sentido, o Infarmed dedicou prioridade máxima ao caso e garantiu que o mercado está a ser abastecido com alternativas.

Por sua vez, a presidente do Infarmed, Maria do Céu Machado, afirmou numa conferência de imprensa realizada em setembro que “a interrupção do tratamento pode ser ainda mais grave do que a própria doença”, garantindo assim que não haveria falhas de tratamento em Portugal.

Fonte: Observador

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/03/27/elo-analisa-o-impacto-da-covid-19-no-varejo/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra