fbpx
O maior canal de informação do setor

Farmacêutica driblou proibição brasileira e teve aval para vender R$ 693 milhões

426

A União Química, farmacêutica que tem acordo com o governo russo para produzir a vacina Sputnik no Brasil, ficou impedida de firmar contrato com o governo federal no ano passado. Mesmo assim, a empresa assinou quatro contratos com o Ministério da Educação, três deles com dispensa de licitação.

Veja também: Takeda vai vender quatro produtos de diabetes no Japão para a Teijin Pharma Limited

No dia 19 de fevereiro, a empresa, que nunca produziu vacinas, recebeu do governo federal aval de dispensa de licitação para a aquisição do imunizante por R$ 693 milhões, em parceria com o Fundo de Investimento Direto da Rússia.

Siga nosso Instagram

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação