fbpx

Farmácias do RJ crescem 8,5% em faturamento até outubro de 2020

Close-up International, responsável por auditar os dados do mercado farmacêutico no Brasil, divulgou informações sobre o Estado do Rio de Janeiro ao longo do ano até o mês de outubro de 2020. De forma geral, as taxas continuam em ascensão no segundo maior mercado do País, que representa 11,6% da demanda e movimenta R$ 9,9 bilhões em vendas.

 Faturamento

Em relação ao faturamento das farmácias cariocas, houve um aumento de 8,5% na comparação entre os últimos dez meses e o mesmo período de 2019, chegando ao total de R$ 10,1 bilhões. As redes associativistas cresceram 26%, enquanto as independentes tiveram um aumento de 21% em seu faturamento.

As pequenas redes tiveram um dos maiores crescimentos em faturamento: 20%. As médias redes aumentaram 2%, enquanto grandes redes tiveram apenas 1% de acréscimo. O pior resultado foi o das conveniadas, que caíram 12%.

 Produtos x farmácias independentes

Segundo dados da Close-up, as farmácias independentes tiveram os produtos exclusivos se destacando no quesito valor, enquanto os de trade tiveram maior aceleração no número de unidades vendidas. No MAT 10/2020, os exclusivos cresceram 32,4% em faturamento e 13,4% em unidades comercializadas.

Os genéricos continuam em ascensão tanto em faturamento (16,3%) quanto em unidades (12,1%). Já os de marca cresceram 19,5% no primeiro ponto e 13,6% no segundo. A categoria dos não medicamentos também se destacou significativamente, com aumentos respectivos de 23,5% e 14,3%. Por fim, os produtos de trade cresceram 14,6% no quesito faturamento, enquanto no número de unidades o aumento foi de 21,5%.

De forma geral, na comparação entre o MAT 10/2019 e o MAT 10/2020, o mercado farmacêutico cresceu 20,6%, chegando ao valor de R$ 3,2 bilhões. Já na comparação de venda de unidades, o aumento foi de 14,6%, o equivalente a 0,3 bilhão.

 Número de lojas

O Rio de Janeiro possui 7.048 farmácias, sendo 5.247 independentes (74,4% do total) com 31,5% de market share na demanda do estado. As grandes redes (924), que são 13,1% do total, têm representatividade de 52,2% nas vendas.

As pequenas redes (145) correspondem a 2,1% do total de lojas, com market share de 1,9%. As médias (159) equivalem a 2,3% e 6,7% respectivamente. Ao todo, são 566 associativistas, que correspondem a 8% do total de lojas e 6,6% da representatividade de vendas. Por fim, são sete conveniadas, equivalentes 0,1% do total de lojas. Contudo, a representatividade das mesmas ainda não é relevante.

Fonte: Portal Revista  Da Farmácia

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/12/17/abiquifi-preocupada-com-importacao-de-85-dos-insumos-farmaceuticos/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra