O maior canal de informação do setor

Governo não prevê racionamento de energia, diz ministro, que pede economia

525

O governo brasileiro não trabalha com hipótese de racionamento de energia em meio à crise hídrica, mas por conta de um maior despacho de eletricidade termelétrica o consumidor pagará mais, disse nesta quinta-feira o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Siga nosso instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

As afirmações vêm em momento em que o governo trabalha em diversas frentes para garantir o abastecimento elétrico do país, diante de uma grave crise hidrológica, após o país ter registrado a pior estação chuvosa para as hidrelétricas em mais de 90 anos.

“Não trabalhamos com a hipótese de racionamento”, declarou o ministro.

Dentre as medidas preventivas em curso para evitar falta de energia, o Organizador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou anteriormente flexibilização das restrições hidráulicas nas bacias dos rios São Francisco e Paraná, aumento da geração térmica, importação de energia da Argentina e do Uruguai, dentre outras.

Mas algumas medidas acabam por elevar o preço da energia ao consumidor, conforme pontuou Albuquerque nesta quinta-feira.

Fonte: IstoÉ

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/evento-inedito-debate-o-novo-e-commerce-no-canal-farma/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação