fbpx
O maior canal de informação do setor

Grandes redes farmacêuticas ampliam suas lojas pelo Estado

399
  • No interior. RD está presente em 40 cidades de Minas Gerais, sendo 35 lojas com a bandeira Droga Raia e 75 da bandeira Drogasil | Foto: RD/divulgação
  • Concorrência. Os pequenos empresários do ramo farmacêutico já sentem o impacto da expansão | Foto: Moisés Silva – 23.6.2017
  • No interior. RD está presente em 40 cidades de Minas Gerais, sendo 35 lojas com a bandeira Droga Raia e 75 da bandeira Drogasil
  • Concorrência. Os pequenos empresários do ramo farmacêutico já sentem o impacto da expansão

Paula Coura

Alavancadas pelo crescimento na venda de medicamentos, as grandes redes farmacêuticas têm expandido seus serviços e até suas lojas físicas. Em Belo Horizonte, não é difícil se deparar com uma nova drogaria nos principais centros comerciais. Só no primeiro trimestre deste ano, as 24 empresas que integram a Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) movimentaram R$ 11,15 bilhões, um aumento de 6,27% sobre o mesmo período de 2017. Em relação ao número de novos estabelecimentos, a entidade registrou crescimento de 5,68%, passando de 6.700 para 7.081 unidades em todo o país.

Uma das redes farmacêuticas em grande expansão no país é a RD, dona das marcas Droga Raia e Drogasil, que já conta com 110 lojas no Estado de Minas Gerais. Só na capital mineira são 30 estabelecimentos. “Não podemos dizer quantas lojas ainda vamos abrir no Estado por uma questão estratégica, mas podemos afirmar que a empresa tem planos positivos para a região. Minas continua no plano de expansão da empresa, que pretende abrir 240 lojas neste ano em todo o Brasil e mais 240 unidades em 2019”, revela o vice-presidente de planejamento e RI da RD, Eugênio De Zagottis.

E um dos segredos do sucesso é o investimento em novos produtos, que pode ser sentido no faturamento anual. Em 2017, a RD encerrou o ano com R$ 13,9 bilhões de receita bruta, um crescimento de 17,1% na comparação com 2016. “Hoje, os consumidores enxergam a farmácianão somente como um local que eles frequentam para procurar um medicamento, mas sim como um estabelecimento que vende qualidade de vida”, complementa De Zagottis.

Outra grande rede em plena expansão em Minas é a Drogaria Araujo, que já conta com 180 lojas no Estado. A empresa está presente em Ibirité, Ouro Preto, Caeté, Matozinhos, Nova Lima e Pará de Minas. Neste ano já foram inauguradas lojas em Barbacena, Conselheiro Lafaiete e Nova Serrana. Até o fim do ano, segundo a assessoria de imprensa da rede, serão 32 novas lojas marcando presença em diversas cidades mineiras.

Para Sergio Mena Barreto, presidente executivo da Abrafarma, o resultado é fruto do investimento em logística e distribuição, da expansão de lojas e de uma boa gestão de estoques para evitar a falta de medicamentos nas prateleiras.

“O e-commerce, os programas de fidelidade e os sistemas de TI para mapear hábitos de consumo também contribuem para elevar a margem do faturamento”, acrescenta.

Outro investimento do setor no Brasil tem sido em salas de serviços farmacêuticos (care centers). O número de estabelecimentos que oferecem esse serviço quase triplicou nos últimos 12 meses, saltando de 605 para 1.670. Até o fim de 2018, a projeção da Abrafarma é chegar a 2.100 no país.

Fonte: O Tempo Contagem

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação