fbpx
O maior canal de informação do setor

Inalação de água sanitária e bicarbonato de sódio para covid-19 é perigosa

289

Circula nas redes sociais um vídeo indicando a inalação de uma mistura de água, água sanitária e bicarbonato de sódio para auxiliar pessoas infectadas com covid-19 a respirar.

Siga nossa página no instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

A informação é uma fake news que pode colocar a vida e a saúde das pessoas em risco. O ACidadeON Araraquara explica.

Água sanitária e bicarbonato de sódio. Uma mistura incomum e perigosa. Por incrível que pareça, essa é a nova receita que circula em um vídeo nas redes sociais como tratamento alternativo para pessoas infectadas com a covid-19.

O homem que sugere  a inalação dos produtos afirma que a fundação Oswaldo Cruz também estaria recomendando uma mistura semelhante para ser inalada. A informação é falsa.

O professor do Instituto de Química da Unesp Araraquara, Sidney Ribeiro explica os riscos que a água sanitária pode trazer para o organismo.

“A notícia que vinha sendo vinculada na internet da mistura de bicarbonato de sódio com água sanitária é obviamente fake news, a ingestão de agua sanitária não pode ser feita em hipótese alguma. O bicarbonato é usado em higiene bucal e em outras aplicações na cozinha e em casa como higiene mas isso não quer dizer que se deve ser misturar com água sanitária. A inalação da água sanitária é extremamente proibida e tóxica em contato com olhos, boca e pele. Se a gente inalar água sanitária no pulmão pode levar a morte muito facilmente”, explica.

A água sanitária tem como principal ingrediente ativo o hipoclorito de sódio, que libera o gás cloro e pode causar sérias irritações nas vias respiratórias. Segundo o professor, a água sanitária não pode ser inalada ou ingerida em hipótese alguma.

“A água sanitária que usamos em casa tem várias aplicações, é branqueador de roupa, desinfetante de ambiente, lavamos legumes e verduras, usamos em piscinas. O ingrediente ativo da água sanitária é o hipoclorito de sódio. Ele tem em diversas concentrações e no uso doméstico é baixo 0,1% , enquanto que quando usamos em piscina é mais alto, e podem intoxicar. Os alvejantes e água sanitária podem provocar lesões de pele, mucosas e problemas respiratórios”, informa.

ESTUDOS
No ano passado, a organização Pan-Americana da saúde comunicou que o uso de produtos à base de cloro como tratamentos para a covid-19 não era recomendado.

Já sobre o bicarbonato de sódio, atualmente, a Universidade Federal do Acre, em parceria com Fiocruz, está desenvolvendo um estudo para avaliar a eficácia desse componente para tratar pacientes com covid-19.

Mas, o tratamento estudado não utiliza água sanitária na solução. O estudo contou com mais de 500 pacientes em diversas fases da covid e o resultado obtido ainda está nas etapas finais de publicação.

A Fiocruz também informou que não indica a inalação da mistura de água sanitária citada na gravação e classificou o a informação como “fake news”.

Fonte: A Cidade On

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2021/05/04/lucro-da-pague-menos-salta-380-no-primeiro-trimestre/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação