fbpx
O maior canal de informação do setor

Itália descarta hidroxicloroquina para casos leves de Covid

Um documento preparado pelo governo da Itália para orientar o tratamento domiciliar de pacientes da Covid-19 descarta o uso de hidroxicloroquina para combater a doença em casos leves.

Utilizado tradicionalmente contra malária e lúpus, o medicamento chegou a ser uma esperança contra o coronavírus Sars-CoV-2 no início da pandemia, mas diversos estudos científicos já comprovaram sua ineficácia para enfrentar a Covid-19.

Devido ao crescente número de pacientes em isolamento domiciliar – 653.731, segundo o boletim oficial deste sábado (14), o que equivale a mais de 1% da população italiana -, o governo decidiu preparar um protocolo para orientar os cuidados em casa.

O documento ainda não foi publicado, mas uma versão visualizada pela ANSA recomenda mensurar periodicamente a saturação de oxigênio com oxímetros; não tomar hidroxicloroquina; não usar medicamentos em aerossol caso o paciente conviva com outras pessoas; utilizar remédios para os sintomas da Covid-19, como paracetamol; e tomar corticoides, esteroides e antibióticos somente em situações específicas.

Além disso, o documento não recomenda suplementos como vitamina D e lactoferrina, “sobre os quais não existem evidências sólidas de eficácia”. O protocolo, no entanto, ainda será discutido com organizações de médicos e se refere a casos leves, sejam eles confirmados ou prováveis.

As diretrizes definem “caso leve” como aquele onde há sintomas como febre inferior a 37,5ºC, tosse, congestão nasal, dor de cabeça e diarreia, mas sem falta de ar, desidratação ou alteração do estado da consciência.

Os idosos e imunodeprimidos, contudo, podem apresentar sintomas atípicos e devem ser avaliados com mais cautela, assim como pacientes com alto risco de piora da doença devido a fatores individuais.

Fonte: Terra

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/03/27/a-verdade-sobre-a-cloroquina-e-a-hidroxicloroquina/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra