fbpx
O maior canal de informação do setor

Ivermectina não ajuda pacientes com Covid, mostra estudo

132

A ivermectina, um medicamento antiparasitário usado pelo ex-presidente dos EUA Donald Trump para tratar a Covid-19 e promovido por alguns legisladores republicanos, não faz nada para impedir que a doença progrida, de acordo com um estudo da Malásia publicado ontem (18) pelo ‘Journal of the American Medical Association’, confirmando estudos anteriores sugerindo que a ivermectina não previne ou trata efetivamente a doença.

Pontos principais Os pesquisadores deram a 241 pacientes de alto risco com Covid-19 leve ou moderada um tratamento de cinco dias com ivermectina oral durante a primeira semana da doença, mas descobriram que isso não reduziu o risco de doença grave em comparação com 249 pacientes semelhantes que não receberam a droga. O estudo foi realizado em 20 hospitais públicos e um centro de quarentena para Covid-19 e foi aberto a pacientes de 50 anos ou mais com comorbidades, Covid confirmada em laboratório e doença leve a moderada, de acordo com o estudo. Para testar a eficácia do medicamento, o estudo mediu a proporção de pacientes que evoluíram para a necessidade de oxigênio suplementar para manter os níveis de oxigênio no sangue de 95% ou mais, bem como as taxas de ventilação mecânica, entrada na UTI e outros efeitos adversos. Os resultados mostraram que 21,6% dos pacientes do grupo que recebeu ivermectina evoluíram para doença grave, enquanto 17,3% dos pacientes do grupo controle acabaram ficando mais graves e ‘sem diferenças significativas’ entre os grupos em relação aos demais desfechos. O estudo reforçou as descobertas de ensaios clínicos de 2021 na Colômbia e na Argentina, que determinaram provisoriamente que a ivermectina não tem um efeito significativo nos sintomas ou nas taxas de hospitalização entre pessoas com Covid. O estudo JAMA coletou dados de um total de 490 pacientes de 31 de maio a 25 de outubro.

Contexto sobre a ivermectina

A ivermectina é um medicamento barato e amplamente disponível usado no tratamento de infecções parasitárias em humanos, como vermes intestinais ou piolhos. Uma forma diferente de ivermectina é usada para tratar animais como cavalos e vacas para parasitas. Alguns estudos iniciais sugeriram que a ivermectina podia tratar ou prevenir o Covid, embora os pesquisadores mais tarde tenham descoberto que muitos desses estudos tinham deficiências metodológicas.

A FDA (Food and Drug Administration, agência dos EUA para regulamentação de medicamentos e alimentos) não aprovou a ivermectina para tratar Covid-19 em pessoas ou animais e alerta que as doses concentradas formuladas para animais podem ser perigosas para humanos, possivelmente causando náusea, pressão baixa, tontura, perda de equilíbrio, convulsões, coma ou morte. A ivermectina também pode causar efeitos colaterais se tomada juntamente com outros medicamentos

No entanto, estados como Colorado, Flórida, New Hampshire, Pensilvânia apresentaram projetos de lei para impedir ações contra profissionais médicos que prescrevem ivermectina. Em agosto, o senador republicano do Kentucky Rand Paul afirmou que os pesquisadores federais não dariam uma chance justa à ivermectina por causa do ‘ódio’ por Trump.

‘A droga não funciona contra o Covid – ponto final’, disse o Dr. Michael Saag, professor de medicina e doenças infecciosas da Universidade do Alabama em Birmingham, ao jornal inglês ‘Guardian’ em janeiro. ‘Existem inúmeros estudos – ensaios clínicos randomizados e bem conduzidos – que não mostram nenhum benefício, então por que você iria querer usar um medicamento que não funciona?’

Fonte: Forbes Brasil Online

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação