fbpx
O maior canal de informação do setor

Laboratório Cristália fornece ao Governo Federal medicamentos para intubação

O Laboratório Cristália , com sede em Itapira, desde terça-feira (23) fornece ao Governo Federal medicamentos utilizados nas UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) para o procedimento de intubação orotraqueal. A intubação é um procedimento muito frequente nos serviços de emergência e terapia intensiva, e atualmente, o maior consumo de hospitais públicos ou privados, é com pacientes contaminados com o Novo Coronavírus, Covid-19.

Veja também: Indústria farmacêutica aumenta produção de embalagens para vacina e medicamentos contra a Covid-19

Segundo divulgado pelo Laboratório Cristália a solicitação do Governo Federal foi feita, na semana passada, pelo Ministério da Saúde, considerando manifestações de governadores e prefeitos sobre a falta de estoque destes tipos de medicamentos. O Laboratório Cristália, então, passa a fornecer a medicação ao Governo Federal para suprir essa demanda e atenuar os efeitos da pandemia nas UTIs.

Siga nosso Instagram

Em reunião realizada na tarde de segunda-feira (21), o acordo então foi fechado, pois a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou a liberação dos produtos para o prazo de sete dias e não mais 15 dias. A reunião foi conduzida pelo secretário de Atenção Especializada em Saúde (SAES) do Ministério da Saúde, coronel Luiz Otávio Franco Duarte, e o médico Ogari de Castro Pacheco, cofundador do Cristália.

‘O laboratório garantiu a entrega de medicamentos produzidos a partir de quatro Insumos Farmacêuticos Ativos (IFAs), em diferentes apresentações, e em estoques suficientes para abastecer o Sistema Único de Saúde por pelo menos uma semana’, destaca nota do Laboratório Cristália.

O laboratório informa também ter recebido ações judiciais de hospitais privados para o pronto fornecimento de medicamentos do chamado ‘kit intubação’, com prioridade em relação a outros hospitais. O Ministério da Saúde comprometeu-se a contar com a assistência da Advocacia Geral da União (AGU) para evitar este tipo de ação. O objetivo é garantir a distribuição equitativa de medicamentos para hospitais públicos e privados, sem qualquer tipo de favorecimento e de acordo com a efetiva demanda de cada região, desencorajando que alguns hospitais fiquem excessivamente estocados em detrimento de outros.

Segundo a empresa, desde o início da pandemia, o laboratório quadriplicou sua produção não apenas para aumentar a produção de medicamentos para IOT, mas de outros utilizados em larga escala para tratamento da doença.

Os medicamentos requisitados pelo Ministério da Saúde são produzidos no Complexo Industrial Farmacêutico, Farmoquímico e de Biotecnologia do Cristália instalado em Itapira. Para continuar atendendo à alta demanda e contribuir para mitigar esta crise, o Cristália encomendou uma nova linha de produção, que está sendo instalada na unidade de Pouso Alegre (MG). Esta linha deve entrar em produção na próxima semana.

Fonte: Tribuna das Águas

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra