O maior canal de informação do setor

Levantamento do PageGroup mostra 39 cargos em alta em 2022

218

Destaque fica para posições ligadas à transformação digital, ao comércio eletrônico, à inovação e desenvolvimento; cargos englobam alto escalão, média e alta gerência, níveis técnico e de suporte à gestão, além de terceiros e temporários. Empresas que passam pela transformação digital querem apostar em profissionais inovadores e criativos

Divulgação

A tecnologia continuará ditando os rumos do mercado de trabalho em 2022. É o que mostra o levantamento anual realizado pelo PageGroup, empresa de recrutamento especializado de executivos de todos os níveis hierárquicos. A consultoria traz a lista de cargos que estarão em alta no próximo ano, com destaque para posições ligadas à transformação digital, ao comércio eletrônico, à inovação e desenvolvimento.

O material, produzido pelos consultores da Page Executive, Michael Page, Page Personnel, Page Interim, Page Outsourcing e Page PCD, traz as profissões com maior possibilidade de demanda a partir de análises de mercado e tendências de contratações das empresas para o próximo ano.

Os cargos considerados nessa lista contemplam o alto escalão, média e alta gerência, níveis técnico e de suporte à gestão, além de terceiros e temporários.

‘A expectativa de retomada de crescimento pós-pandemia, com o avanço na vacinação e retorno das atividades econômicas, está provocando uma busca cada vez maior por profissionais dos setores de Marketing e Tecnologia, responsáveis pela transformação digital, sobretudo aquelas que investiram nisso durante a pandemia. A expansão de empresas em negócios online deve seguir em alta em 2022’, explica Gil van Delft, presidente do PageGroup no Brasil.

Ele ressalta que foi detectada ainda uma forte tendência para contratações de executivos ligados a planejamento financeiro, redução de custos e expansão de novos mercados, além de um maior volume de posições ligadas à diversidade e inclusão.

VEJA VAGAS DE EMPREGO PELO PAÍS

Para estruturar essa relação, o PageGroup consulta permanentemente empresas de todos os portes (pequena, média e grande) em 14 setores de todo o país. A partir do entendimento das reais necessidades de contratação, os consultores consolidam essas informações e produzem a relação final dos cargos com maior possibilidade de demanda pelas empresas.

Veja abaixo os cargos mais demandados por setores.

Agro

1. Cargo: desenvolvedor de software – AgroTechs

O que faz: será parte integrante do time técnico de desenvolvimento de software, buscando novos produtos e soluções para atender o mercado.

Perfil da vaga: forte conhecimento em programação e diversas linguagens, vivência em ambiente de franca expansão/startups, além de ambiente nuvem e metodologias ágeis. Experiência com micro serviços e interface de programação de aplicações. Base prévia em segmento correlato com o agro e aderência e alinhamento com os valores do setor.

Salário: R$ 7 mil a R$ 15 mil + remuneração variável

Motivo para a alta em 2022: no primeiro semestre de 2021, o setor de TI cresceu 15,7% comparado a 2020 e estima-se que pode chegar em 20% no final de 2021.

2. Cargo: gerente de desenvolvimento de negócios

O que faz: é a conexão entre o campo e a empresa, educando os produtores sobre as plataformas e novas soluções, fechando parcerias para melhoria do desempenho operacional.

Perfil da vaga: forte viés de conhecimento técnico do setor e do ambiente em que aquela cadeia está inserida, com alta capacidade de influência e relacionamento com ambos os lados da cadeia, produtores e fornecedores. Visão estratégica e consultiva para suporte ao cliente e familiaridade com novas tecnologias e sua implementação.

Salário: R$ 15 mil a R$ 25 mil + remuneração variável

Motivo para a alta: houve um crescimento exponencial neste tipo de posição muito atrelado ao rápido crescimento de novas frentes de negócios dentro do setor. Ano passado, o foco de contratações estava em cadeiras de negócio, uma vez que o setor viveu um momento muito positivo de negociações com o exterior e, após a safra passada, muitas contratações foram concentradas em soluções voltadas para o produtor.

Digital

3. Cargo: coordenador de mídias e performance

O que faz: responsável pela estratégia de mídia online, com foco em performance, conversão e alocação de orçamento para campanhas.

Perfil da vaga: demanda latente no mercado por profissionais com passagens sólidas por empresas ou projetos de forte presença online, capacidade de gestão de campanhas online, com perfil criativo e analítico para traduzir os investimentos em resultados. Boa capacidade de comunicação para interface com as demais áreas de negócio da empresa. Inglês Fluente é um diferencial.

Salário: R$ 8 mil a R$ 12 mil

Motivo para a alta: mercado extremamente aquecido por conta da exaltação do comércio eletrônico fomentado pela pandemia. Alta demanda e cadeira essencial para qualquer empresa com presença no digital.

4. Cargo: especialista em SEO

O que faz: profissional especializado em melhoria de conteúdo e navegação para sites, comércio eletrônico, com o objetivo de melhorar o tráfego orgânico dentro dessas plataformas. Pretende facilitar o acesso dos usuários que buscam por determinado produto ou serviço online.

Perfil da vaga: cadeira que demanda perfis com boa capacidade analítica e técnica, projetos cada vez maiores que visam à melhoria orçamentária, somado a ampliação de presença de forma sustentável e orgânica para o negócio e suas estratégias no digital. Cadeira de visibilidade para projetos em qualquer ciclo de maturidade. Inglês fluente é um diferencial.

Salário: R$ 7 mil a R$ 10 mil

Motivo para a alta: empresas com presença no digital buscam fortemente profissionais de SEO como uma alternativa para melhorar sua presença em meio à concorrência e diminuir o orçamento que é gasto com mídias pagas. O SEO torna uma estratégia de marketing digital muito mais sustentável, garantindo melhor experiência aos usuários dessas plataformas.

Engenharia e Manufatura + Logística

5. Cargo: gerente de suprimentos Capex (Despesas de Capitais)

O que faz: a cadeira de suprimentos Capex é responsável pela aquisição de equipamentos, materiais e serviços voltados a projetos de investimento, o que em geral, apresentam elevado aporte financeiro. O profissional possui como principal contato os setores técnico e jurídico. É um profissional mais experiente, analítico, com grande ligação ao corporativo da companhia e forte habilidade em negociação de contratos nacionais e internacionais de alto orçamento.

Perfil da vaga: o profissional de Capex será responsável pela negociação com fornecedores, elaboração e controle dos contratos/aditivos visando a garantir o desempenho e cumprimento das normas da sua área de atuação. Possui como principal responsabilidade garantir as melhores condições na contratação de serviços, materiais e aquisição de equipamentos, considerando três principais vertentes: preço, qualidade e prazo (de entrega e de pagamento). Será responsável pela análise e implementação de indicadores da sua área, além de assegurar se o andamento dos projetos está de acordo com o contrato.

Salário: R$ 10 mil a R$ 20 mil

Motivo para a alta: as indústrias pesadas, a exemplo da mineração, siderurgia, cimenteiras, vêm surfando um momento positivo da economia e de investimentos na área. Esses setores, por sua vez, apresentam contratos robustos, que representam projetos de longo prazo, com algum montante financeiro, e enxergam a importância de ter profissionais com uma visão mais estratégica do negócio na área de suprimentos. Se fez fundamental ter profissionais que pensem o negócio, que saibam entender os impactos de suas ações no dia a dia da área para os resultados estratégicos da companhia.

6. Cargo: gerente de produção e manutenção

O que faz: responsável pela manutenção e controle da produção da indústria – engenheiros e técnicos de manutenção elétrica, mecânica, metalúrgica e afins. São responsáveis por assegurar a promoção do foco no cliente e na organização, garantindo que os processos internos da companhia entreguem as saídas pretendidas. Possui foco nos processos de produção, análise e tratamento de não-conformidades por meio da implementação de ações corretivas e preventivas, com o objetivo principal de manter seus processos produtivos em funcionamento.

Perfil da vaga: atuação na operação de uma ou mais linhas de produção, sendo responsável pelo nível de produtividade das linhas e qualidade dos produtos entregues por meio do monitoramento de planilhas, gráficos e mapas de produção, atuando corretivamente nos desvios. É responsável pela supervisão e treinamento de grandes times industriais. Possui como escopo principal controlar fluxo de produção em função da programação de produção e manutenção.

Salário: R$ 12 mil a R$ 20 mil

Motivo para a alta: o setor industrial, especialmente em momentos de crise, notou a importância de ter profissionais multitarefas. Para a cadeira são exigidas atribuições que reúnam a visão de indicadores de produtividade, qualidade de processos, materiais e equipamentos e gestão de risco. Para ter sucesso como supervisor de produção, é necessário que o profissional possua orientação a implementação e acompanhamento de processos, conhecimento e gestão de ferramentas de qualidade e que consiga trabalhar sob pressão, com várias demandas simultâneas.

7. Cargo: gerente de logística

O que faz: responsável por gerir os processos da cadeia de suprimentos. Ele cuida de toda a circulação de serviços, mercadorias e informações a fim de garantir a máxima eficiência para a empresa, dirigindo, melhorando e coordenando o ciclo completo de pedidos; relaciona-se e negocia com fornecedores, fabricantes, varejistas e consumidores.

Perfil da vaga: profissional capaz de trabalhar sob pressão, dinâmico, proativo e comunicativo, também é flexível para atuar em diferentes horários e realizar viagens, domina outros idiomas e deve ter conhecimentos de informática, ser qualificado com tecnologia e demonstrar habilidades analíticas.

Salário: R$ 12 mil a R$ 22 mil

Motivo para a alta: o segmento logístico, que já vinha apresentando um crescimento nos últimos anos, teve um destaque importante durante a crise e continuará nesta crescente em 2022. As empresas viram na logística uma função essencial para atender às necessidades de seus clientes e consumidores. A entrega no mesmo dia é algo que está na agenda de muitas delas, impulsionada pela estratégia, e o gerente de logística tem um papel fundamental nisso.

Finanças

8. Cargo: product owner (Dono do Produto)

O que faz: responsável por descobrir e coordenar a implementação de novidades de mercado e melhorias para produtos da companhia.

Perfil da vaga: profissional com espírito empreendedor e ampla visão de negócio. Com habilidade para lidar com temas e área multidisciplinares para coordenar melhorias ou implementações de novas funcionalidades nos produtos. Inglês avançado costuma ser um requisito importante, especialmente em multinacionais.

Salário: R$ 10 mil a R$ 20 mil + variável

Motivo para a alta: melhorias de produtos já existentes e criação de novas funcionalidades na corrida para ser pioneiro em um mercado cada vez mais competitivo.

9. Cargo: head (líder) de crédito & cobrança

O que faz: responsável por garantir bom funcionamento da esteira de crédito e cobrança, assim como gestão de time.

Perfil da vaga: profissional com experiência em gestão de pessoas e fortes conhecimentos técnicos em crédito e cobrança.

Salário: R$ 20 mil e R$ 25 mil + variável

Motivo para a alta: empresas reforçando times de crédito & cobrança com aprovação do open banking e ano eleições.

Jurídico

10. Cargo: gerente jurídico

O que faz: figura principal do jurídico das organizações, atua no consultivo interno, com olhar do que pode ser evitado, com a finalidade da mitigação de riscos e foco no planejamento das questões preventivas.

Perfil da vaga: profissional com experiência em direito empresarial, em societário (fusões e aquisições), contratos complexos, bem como planejamento, estruturação, negociação e implementação de transações de fusões e aquisições, investimentos. Com entendimento técnico, prático e visão empresarial, que tenha um olhar de parceiro de negócios, foco em resultados e visão de negócio. Inglês avançado é imprescindível para a posição.

Salário: R$ 20 mil a R$ 30 mil

Motivo para a alta: considerando a vigência da lei geral de proteção de dados (LGPD), as companhias cada vez mais têm investido em governança e buscando um líder da área jurídica como parceiro do negócio.

Marketing

11. Cargo: CMO (Chief Marketing Officer)

O que faz: responsável pela estratégia de marketing das empresas, o que normalmente inclui desde o posicionamento da marca, a comunicação com o público-alvo até a atração e retenção de oportunidades de negócio.

Perfil da vaga: profissional com olhar de visão de negócio, analítico e com foco em resultados. O ideal é que tenha uma experiência mais generalista, que entenda tanto da parte de branding, ou seja, como posicionar a marca no mercado, qual tom de voz usar com o cliente, ajudar na definição de proposta de valor; quanto de crescimento, por exemplo, como expandir as oportunidades de crescimento, quais ferramentas de comunicação e mídia serão mais eficazes, como atrair oportunidades. Ter estruturado áreas e processos de marketing do zero é um bom diferencial.

Salário: R$ 30 mil a R$ 40 mil

Motivo para a alta: o perfil mais em alta é aquele com experiência no mercado B2B, devido à alta demanda de startups techs nos mais diversos segmentos.

12. Cargo: product marketing manager

O que faz: promove a divulgação de um produto ou serviço junto ao mercado, mostrando benefícios e o motivo de ser uma solução para alguma necessidade do cliente.

Perfil da vaga: experiência em mapear e entender as necessidades do consumidor, aliado à visão estratégica do negócio. Ter perfil analítico para embasar o posicionamento com fatos e dados e ter rápida leitura de cenário para eventuais necessidades de mudanças de rota. Conseguir comunicar com clareza os diferenciais do produto ou solução, tanto para o cliente final, quanto para o time comercial da empresa, a fim de gerar engajamento.

Salário: R$ 15 mil a R$ 30 mil

Motivo para a alta: a posição já existe faz tempo, tanto na indústria quanto no mercado de serviços, mas a maior procura tem sido por profissionais com experiência em soluções digitais, dado o crescimento de startups e consolidação de empresas com plataformas de serviços, como Ifood, Nubank, Netflix.

PCD

13. Cargo: aquisição de talentos – PCD

O que faz: responsável pela captação estratégica de talentos, atua no processo para encontrar, avaliar e contratar pessoas com potencial para contribuir com a empresa.

Perfil da vaga: ter a mentalidade de encontrar uma pessoa verdadeiramente certa no melhor tempo possível. Inquietação quanto ao modo tradicional de recrutar, ser curioso e navegar em diversos níveis da organização, gerando vínculos de credibilidade com pessoas de várias gerações e times da empresa, interesse por entender do negócio e aplicar o conhecimento em ações para melhorar a estratégia de atração.

Salário: R$ 6 mil a R$ 7,5 mil

Motivo para a alta: com a pandemia, a área de recursos humanos passou por uma transformação tecnológica que permanecerá como principal tendência, e isso impacta diretamente na alta demanda de contrações em diversas áreas das empresas.

14. Cargo: analista de Business Intelligence / analista de planejamento comercial – PCD

O que faz: responsável por coletar, organizar, transformar e monitorar os dados de determinado setor, transformando-os em gráficos, relatórios; identificar gargalos em processos e sistemas de forma a aumentar a eficácia do negócio e gerar dados relevantes sobre tendências futuras para tomadas de decisões estratégicas; analisar dados de companhias concorrentes e identificar quais as estratégias que podem ser aplicadas de forma a aperfeiçoar e tornar a companhia mais competitiva.

Perfil da vaga: necessário minimamente conhecer banco de dados (por exemplo SQL); ferramentas de Business Intelligence (Microsoft Power BI, Google Data Studio, Adobe Analytics); conhecimento do processo ETL (Extract, Transform e Load – procedimentos de extração, transformação e carregamento de dados para um ambiente integrado); conhecimento em Data Lake e Data Warehouse (sistema de armazenamento e gerenciamento de dados). É necessário sempre estar disponível para aprender a manusear novas ferramentas e acompanhar as tendências do mercado.

Salário: R$ 4 mil a R$ 11 mil

Motivo para a alta: o cenário pós-pandêmico acarretou aumento da procura por profissionais especialistas em dados, considerando a necessidade de tomar decisões estratégicas em um momento em que mudanças socioeconômicas impactam diretamente no comportamento do consumidor. Além disso, com a chegada de ferramentas capazes de trazer ideias para tomada de decisões, companhias que antes não trabalhavam com essas tecnologias hoje estão correndo atrás de profissionais qualificados capazes de realizar tais façanhas para não ficar atrás da concorrência.

Recursos Humanos

15. Cargo: gerente de RH Business Partner

O que faz: responsável pela área estratégica de Recursos Humanos, com foco orientado para pessoas e também para o negócio. O BP tem como responsabilidade identificar, aprimorar e implementar soluções de RH para garantir a aderência à estratégia, políticas e procedimentos da empresa. Precisa entender e desdobrar as metas de negócios, recomendando novas abordagens para o desempenho e engajamento das pessoas. É ponto central na criação de programas de RH, participando da tomada de decisões entre líderes multifuncionais, fornecendo conhecimento e soluções locais alinhadas à estratégia do negócio.

Perfil de vaga: profissional sênior, com visão de negócios e facilidade de tomada de decisão. Capacidade para assumir riscos, alta influência e habilidade de relacionamento com todas as áreas. Perfil de inovação, conectado com as necessidades e interesses do negócio. Inglês avançado.

Salário: R$ 20 mil a R$ 26 mil – com pacote atrativo e bônus de 3 a 4 salários

Motivo para a alta: antes perfil mais requisitado para multinacionais, hoje as empresas nacionais de médio e grande porte em fase de transformação/turnaround vêm buscando cada vez mais o profissional para se manter competitivas e atrativas no mercado. Busca cada vez maior no mercado de profissionais de alto desempenho, devido ao grande desafio de reter esses profissionais.

16. Cargo: gerente de aquisição de talentos

O que faz: responsável por fornecer experiência em aquisição de talentos: marca empregadora, diversidade, banco de talentos e gestão do processo de recrutamento. Construção de relacionamento com mercado foco da companhia. Atua como embaixador da marca perante o mercado na expectativa de atingir os principais talentos. Construção de relacionamento com os públicos de interesse, atuando também como um parceiro de negócios. Promoção da diversidade por meio do recrutamento.

Perfil de vaga: alta energia, foco em resultados, capacidade de relacionamento interno e para o mercado. Experiência com foco em recrutamento estratégico. Experiência com employer branding. Perfil de inovação com foco em resultado.

Salário: R$ 15 mil a R$ 25 mil

Motivo para a alta: alguns mercados em alta como tecnologia, saúde, consumo e agro buscam profissionais de alto desempenho. Há poucos profissionais disponíveis no mercado para algumas áreas. Foco na experiência do candidato, para garantir maior retenção dos novos colaboradores. Alto volume de contratações (novas vagas, investimentos).

Saúde

17. Cargo: diretor de operações hospitalar

O que faz: tem a responsabilidade de gerenciar a unidade hospitalar perante a cadeia operacional: atendimento, nutrição, higienização e limpeza, manutenção hospital, farmácia e suprimentos, além de se relacionar indiretamente com os setores de faturamento, relacionamento com parceiros, segurança e materiais/OPME. Deve traçar o planejamento estratégico e metodologias para problemáticas, tentando encontrar o equilíbrio financeiro e produtivo da unidade. Esse profissional, junto às áreas envolvidas, é o ponto principal de viabilidade de expansão de novos serviços e implementação de novos leitos nas diversas complexidades, complementando a volumetria/produção da unidade, bem como a rentabilidade. Garante os fluxos de processos recomendados por órgãos hospitalares e indicadores.

Perfil da vaga: necessárias formação superior e pós-graduação voltadas à Administração Hospitalar, Gestão em Saúde e Gestão de Pessoas. Experiência na gestão operacional no ambiente hospitalar é uma vivência muito importante, e na parte comportamental do profissional deve manter o foco estratégico e analítico para o atingimento dos resultados, bem como o gerenciamento de pessoas e processos complexos.

Salário: R$ 30 mil a R$ 45 mil

Motivo para a alta: a demanda por esse profissional está crescente e deve continuar por conta da consolidação e profissionalização do setor, além do momento do mercado em verticalização e novas aquisições e fusões.

18. Cargo: diretor comercial – medical devices

O que faz: cuida de toda estrutura de vendas da empresa, e em algumas estruturas essa posição pode abranger marketing. É a posição que vai olhar para todos os clientes, empacotando e oferecendo soluções adequadas a cada necessidade.

Perfil da vaga: esse profissional é o responsável pela criação do plano de apresentação ao mercado para sua linha de produtos. Ele atua na esfera estratégica e também na tática, respondendo pela elaboração e execução do plano comercial junto com sua equipe. Seu objetivo principal é o crescimento do volume de vendas, rentabilidade, incremento do seu catálogo no mercado, além das áreas de suporte ao cliente e pós-venda. Ele pode atuar nos canais público e privado com venda direta ou em parceria com representantes e distribuidores.

Salário: R$ 30 mil a R$ 45 mil + 4 salários

Motivo para a alta: por conta do grande aumento do número de leitos em hospitais públicos e privados, a demanda por dispositivos médicos, principalmente consumíveis e equipamentos, vai continuar alta para os próximos meses por uma margem substancial. Esse crescimento resultará numa procura por profissionais que consigam criar um plano de negócios robusto e executá-lo da melhor forma para absorver a maior parte dessa alta.

19. Cargo: CEO – Hospitais

O que faz: tem a responsabilidade de garantir que todos os aspectos do desempenho dos hospitais estejam funcionando de maneira eficiente. Ele precisa encontrar um equilíbrio na gestão das operações do dia a dia, relacionados à operação assistencial e jornada do paciente, e ao mesmo tempo, liderar iniciativas de desenvolvimento estratégico, necessárias para o sucesso a longo prazo.

Perfil da vaga: responsável por fornecer a estratégia para entregar a melhor qualidade de atendimento ao paciente, pela liderança e formação da equipe enquanto cria uma cultura positiva e produtiva, por definir os padrões de excelência operacional, além de zelar pela conformidade exigida nos regulamentos estaduais e federais, e nas políticas do hospital. Como todo CEO, também responde pelos lucros e perdas da organização, buscando sempre um saldo positivo da operação.

Salário: R$ 40 mil a R$ 60 mil

Motivo para a alta: a demanda por líderes hospitalares experientes está maior do que nunca, e deve continuar crescendo por conta da forte onda de consolidação e profissionalização do setor. As grandes redes hospitalares e operadoras de saúde verticalizadas devem buscar CEOs para liderar suas novas estruturas, enquanto hospitais pequenos e médios devem acompanhar essa onda de profissionalização do setor, buscando fortalecer sua liderança com executivos que tenham experiência para gerenciar todo o hospital.

20. Cargo: médico do trabalho – coordenador

O que faz: o médico coordenador contratado por determinada empresa ou indústria tem a responsabilidade de fazer a gestão da equipe médica e acompanhar o andamento da saúde dos colaboradores por meio de exames ocupacionais e assistenciais, assim como definir ações de melhoria por meio de programas preventivo e/ou corretivos.

Perfil da vaga: normalmente é contratado por uma organização com número elevado de funcionários e certo grau de risco para definir a melhor estratégia a fim de reduzir os níveis de absenteísmo e prevenir a possível incidência de determinada patologia ocupacional.

Salário: R$ 8 mil a R$ 10 mil para 15 horas semanais

Motivo para a alta: a demanda por um médico do trabalho coordenador tem sempre se mostrada elevada, porém, com o advento da pandemia, as indústrias têm requisitado ainda mais esse perfil de profissional por conta de ações necessárias para prevenir e monitorar a incidência e disseminação de casos de Covid-19 dentro do ambiente de trabalho.

TI

21. Cargo: gerente de Data & Analytics

O que faz: responsável por liderar as equipes que trabalham com engenharia, arquitetura e análise dos dados, gerando ideias e estratégias de negócio baseadas em dados reais. Tem o papel de conduzir as análises de oportunidades e propor sugestões de melhoria e garantindo integridade e disponibilidade de informações para as áreas de negócio.

Perfil da vaga: possuir visão de negócio e boa habilidade para resolução de problemas com uso de dados, conhecimento de estatística e ferramentas correlatas. Conhecimentos em aprendizado da máquina e nuvem tornam o profissional mais requisitado no mercado.

Salário: R$ 22 mil e R$ 35 mil

Motivo para a alta: com o crescimento da digitalização nas empresas e evolução das ferramentas de análise de dados, a área de tornou estratégica para as empresas, gerando análises cada vez mais assertivas e garantindo maior assertividade na condução dos negócios.

22. Cargo: gerente de engenharia de software

O que faz: responsável pelo time de desenvolvimento de software e pelo roteiro de novos produtos. Conduz o time e instiga discussões para elevar o nível de arquitetura e tecnologia. Garante o alto desempenho da entrega do seu time e conformidade com os objetivos do negócio.

Perfil da vaga: profissional com visão estratégica e parceiro do negócio. Conhecimento técnico atualizado para se adaptar a cada realidade.

Salário: R$ 20 mil a R$ 35 mil

Motivo para a alta: com o crescimento do setor de tecnologia e busca por profissionais mais juniores no mercado, a tendência é que os times sejam maiores e precisem de líderes mais preparados.

23. Cargo: desenvolvedor Frontend

O que faz: responsável pelo desenvolvimento das interfaces de aplicativos móveis ou plataformas web, estilização de telas e testes de experiência do usuário, alinhado às necessidades e estratégias do negócio.

Perfil da vaga: profissional com foco em novas tecnologias e que acompanhe a constante evolução das ferramentas e frameworks, com maior destaque para o React e Angular.

Salário: R$ 13 mil a R$ 17 mil

Motivo para a alta: com o aumento de vendas em plataforma B2B e B2C, se faz necessário atualizações e melhorias das aplicações, assim como desenvolvimento de aplicativos para mobile, o qual vem crescendo cada vez mais.

24. Cargo: desenvolvedor mobile

O que faz: responsável por atuar no desenvolvimento de aplicativos ou sistemas para dispositivos móveis, seja programando de forma nativa ou por meio de outras linguagens.

Perfil da vaga: profissional que desenvolve em Cross-Platform, como Flutter, React Native, Ionic ou Xamarin, utiliza linguagens mais gerais como JavaScript, Dart ou C#. Dessa forma, é possível gerar aplicações para iOS e Android. Para o desenvolvimento específico em iOS, a principal linguagem é o Objective-C e Swift e para Android, o Java e o Kotlin.

Salário: de R$ 6 mil a R$ 8 mil para nível júnior / de R$ 9 mil a R$ 12 mil para nível pleno / de R$ 12 mil a R$ 18 mil para nível sênior / até R$ 25 mil para especialistas

Motivo para a alta: o Brasil é um dos campeões quando o assunto é uso de aplicativos. Isso abre um espaço enorme para que novas aplicações sejam criadas, o que significa muitas oportunidades para os profissionais da área.

Vendas

25. Cargo: executivo de vendas – tecnologias de mídias digitais

O que faz: responsável pelo relacionamento com clientes de base e também novas contas, com o foco em vender soluções tecnológicas de mídia digital na área de performance e programática, para os mais diferentes canais.

Perfil da vaga: profissional com boa experiência técnica para discutir os impactos da solução no negócio do cliente. Além disso, habilidade forte em relacionamento com clientes finais e agências de publicidade.

Salário: R$ 16 mil a R$ 30 mil + comissões

Motivo para a alta: a pandemia modificou a forma de as marcas se relacionarem com seus clientes. Cada vez mais são necessárias soluções para garantir o sucesso da comunicação e efetividade das vendas.

TERCEIROS E TEMPORÁRIOS

TI

26. Cargo: PMO/gerente de projetos

O que faz: profissionais que atuam em diversos projetos estratégicos das empresas, com possibilidade de atuação em implementação de sistemas e transformação digital. Garante o gerenciamento do projeto, equipes, processos e fornecedores.

Perfil da vaga: perfil comunicativo, bom relacionamento interpessoal, alta capacidade de gestão de crise e conhecimento de regras de negócios e metodologias.

Salário: R$ 12 mil a R$ 20 mil

Motivo para a alta: o mercado está cada vez mais aquecido no segmento de projetos, devido à especificidade e celeridade que esses profissionais possam agregar com metodologias de gerenciamento e com experiência em projetos complexos. Portanto, as empresas buscam esse perfil para sair na frente da concorrência com as novas soluções.

27. Cargo: analista de BI/dados

O que faz: são profissionais que trazem soluções estratégicas para diversas áreas, analisando e estruturando dados e relatórios para auxiliar na tomada de decisões. O perfil de BI possui um foco maior no conhecimento de regras do negócio e conhecimento de mercado. E os profissionais de dados possuem um foco maior na organização, estruturação e padronização das informações nas empresas.

Perfil da vaga: geralmente há dois perfis para essas posições: aquele mais comunicativo de BI, que tem maior contato com diversas áreas de negócios, e outro de dados, mais técnico e analítico.

Salário: R$ 4,5 mil a R$ 12 mil

Motivo para a alta: devido ao grande movimento da digitalização global e para tomadas de decisões estratégicas, o mercado tem investido fortemente em profissionais dessa área para dar suporte na estruturação, padronização de dados e análises de indicadores.

28. Cargo: analista de testes de software

O que faz: profissionais responsáveis por garantir a qualidade das soluções desenvolvidas e entregues pela empresa. Utilizam ferramentas tecnológicas e linguagem de programação para realizar testes, identificar falhas e melhorias de sistemas.

Perfil da vaga: possuem perfil analítico, comunicativo e com bom conhecimento nas regras de negócio.

Salário: R$ 4,5 mil a R$ 12 mil

Motivo para a alta: as empresas estão buscando ser mais competitivas nas soluções e eles precisam garantir a qualidade dos serviços oferecidos.

29. Cargo: desenvolvedor/programador

O que faz: desenvolve novas funcionalidades e atua na resolução de falhas das aplicações, manutenção de software em um grande sistema ou alguém que desenvolve softwares para uso em computadores/celulares pessoais e coorporativos.

Perfil da vaga: geralmente possui alto nível de concentração nas tarefas e com maior foco nas atividades técnicas. Outra característica marcante é a curiosidade, aprendizado contínuo em novas tecnologias e conhecimento em regras de negócios.

Salário: R$ 4,5 mil a R$ 13 mil

Motivo para a alta: estamos vivendo um momento de grande transformação digital globalmente. As empresas estão procurando esses profissionais para entregar soluções mais competitivas utilizando novas tecnologias.

Comercial e Marketing

30. Cargo: consultor comercial

O que faz: desenvolvimento de projetos de captação de novos clientes; mapeamento de pesquisa de mercado; definição de metas de produção e vendas; tendências de consumo; contribui junto às equipes de Marketing e Vendas para a criação de novos produtos e serviços; elabora relatórios técnicos e analíticos.

Perfil da vaga: hunter e farmer, captação e desenvolvimento de carteira

Salário: R$ 2,5 mil a R$ 8 mil

Motivo para a alta: empresas voltam a investir nesse profissional de olho no crescimento.

31. Cargo: gerente de contas

O que faz: acompanhamento de cliente de forma personalizada para que esteja satisfeito com sua empresa. Um dos passos fundamentais é estabelecer, desde início, o que cada parte deve entregar. Deve assegurar a eficiência e o desempenho das suas ações, desenhando estratégias comerciais e olhar para indicadores e resultado.

Perfil da vaga: proximidade aos clientes, retomar contas importantes e trabalhar contas ativas. Investimento na satisfação do cliente.

Salário: R$ 3,5 mil a R$ 10 mil

Motivo para a alta: proximidade aos clientes, retomar contas importantes e trabalhar contas ativas. Investimento na satisfação do cliente.

Marketing

32. Cargo: analista de marketing

O que faz: administra o fluxo de produtos, categorização, cadastros, preços e estoques nos canais; gere fluxo e integração de pedidos e pós-venda; análise de indicadores de desempenho; gera relatórios e cria plano de ação. É responsável pela construção e geração de relatórios diários para acompanhamento das principais métricas do marketplace, além de recomendar ações de correção.

Salário: R$ 3 mil a R$ 9 mil

Motivo para alta: posição mais demandada em razão da crescente procura dos produtos digitais.

33. Cargo: analista de marketing digital

O que faz: desenvolvimento de campanhas de mídias sociais e comunicação. Desenvolvimento e direcionamento das campanhas das marcas, com foco em ganhar mais relevância na internet e mensuração de conversões. Profissional trabalha com redes sociais, criação de conteúdo, estratégia de SEO e mensuração de resultados.

Salário: R$ 6 mil a R$ 12 mil

Motivo para alta: posição mais demanda em razão das mudanças crescentes dos produtos digitais.

Finanças

34. Cargo: analista contábil

O que faz: rotina de fechamento contábil, análise de balancetes, balanço, demonstrativo de resultados, índices financeiros, relatórios de entrada e saída, relatórios de contas específicas (como caixa e bancos, ativo imobilizado, fornecedores, etc).

Salário: R$ 7,5 mil a R$ 9 mil

Motivo para alta: posição mais demanda em razão dos processos de conciliações e reconciliações; fechamento contábil e reporte à CVM, devido à alta de empresas que realizaram processo de IPO (abertura de capital na bolsa de valores para captação de recursos).

35. Cargo: analista de planejamento financeiro

O que faz: baseia-se em análises e informações do passado (geralmente fornecidos pela contabilidade e controladoria) para projetar o futuro; elaboração de relatórios gerenciais, desenvolvimento de orçamento e previsão, cria cenários para dar suporte à tomada de decisão.

Salário: R$ 8 mil a R$ 9 mil

Motivo para alta: a área de controladoria, geralmente responsável também pelo planejamento financeiro, foi bastante exigida para adequar a base orçamentária da empresa em busca de um cenário financeiro mais sustentável frente à crise e com um olhar mais crítico para custos.

Recursos Humanos

36. Cargo: recrutador

O que faz: condução de todas as etapas dos processos de recrutamento e seleção; recrutar e entrevistar candidatos combinando vários métodos (entrevistas estruturadas, pré-avaliação técnica e perguntas de comportamento).

Salário: R$ 3 mil a R$ 12 mil

Motivo para alta: aumento de times principalmente voltados para tecnologia.

37. Cargo: analista de remuneração e benefícios

O que faz: planejamento, projeção, desenvolvimento, análise e implementação da estratégia. Análise e interpretação de dados internos e externos para modelar mudanças em vários elementos de recompensa, como salário-base, incentivos de curto prazo, incentivos de longo prazo, saúde e bem-estar. Monitora as mudanças legais e regulatórias para garantir a conformidade.

Salário: R$ 6,5 mil a R$ 12 mil

Motivo para alta: posições demandadas para definição de estratégia de remuneração com objetivo de suportar a competitividade e atratividade de gente por meio do modelo de remuneração.

Saúde

38. Cargo: analista de farmacovigilância

O que faz: realiza estudo de casos adversos de pacientes, acompanha o desempenho dos medicamentos e vacinas que já estão no mercado e as ações que são realizadas e compartilhadas pela vigilância sanitária dos estados, municípios e pela Anvisa.

Salário: R$ 5,3 mil a R$ 7 mil

Motivo para alta: A farmacovigilância tem um papel importante na saúde, pois é capaz de identificar problemas relacionados ao uso de algum medicamento ou vacina, com o objetivo de prevenir e minimizar eventuais riscos à saúde dos pacientes.

Operações

39. Cargo: analista de serviço ao cliente

O que faz: relacionamento com o cliente; apoio às necessidades e dúvidas do cliente; contato com o cliente e áreas internas; recebimento de notas, entrada no sistema e cadastro de informações; garantir o bom funcionamento dos sistemas e da operação, pensando sempre na qualidade e satisfação do cliente.

Salário: R$ 4 mil a R$ 6,5 mil

Motivo para alta: mercado tem exigido cada vez mais atenção e qualidade no atendimento.

Fonte: BSB NOTÍCIAS


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/desmonte-ou-retomada-farmacia-popular/

 

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação