fbpx
O maior canal de informação do setor

Marketplace na Deep Web bane usuário que vendia vacina falsa contra coronavírus

O mercado de drogas da dark web chamado Monopoly Market proibiu a venda de supostas novas vacinas e curas contra o coronavírus (COVID-19). Os produtos eram vendidos por bitcoin e outras criptomoedas.

A autora Eileen Ormsby, que escreveu livros sobre a deepweb, twittou sobre uma postagem escrita por um administrador do Monopoly comentando a política do site em relação ao COVID-19.

“Qualquer fornecedor flagrado vendendo mercadorias como uma ‘cura’ para o coronavírus não será apenas permanentemente removido, mas deve ser evitado como a gripe espanhola”, escreveu o administrador.

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/03/27/teremos-uma-vacina-provavelmente-so-em-12-meses/

“Você está prestes a ingerir medicamentos de um estranho na internet – em nenhuma circunstância você deve confiar em um fornecedor que esteja usando o COVID-19 como uma ferramenta de marketing para vender produtos”.

O administrador esclareceu: é aceitável ofertas de medicamentos para o coronavírus. Mas postagens como “Cannabis, mantenha-se em forma e saudável e sem COVID” são proibidas.

Outra parte da postagem compartilhado por Ormsby expandiu a política do site de não usar a pandemia para comercializar itens, sejam drogas, máscaras ou papel higiênico. “Nada dessa besteira”, diz o post. “Temos classe aqui.”

O The Independent relata que o Monopoly Market aceita Bitcoin e Monero, e enquanto esse site fechou as vendas relacionadas ao coronavírus, outros mercados da dark web ainda estão listando as chamadas vacinas contra COVID-19 que os vendedores afirmam serem “totalmente testadas e verificadas”. Um site, Agartha, listou uma “vacina contra o coronavírus” por US $ 300, composta por anfetaminas, cocaína e nicotina, de acordo com o The Independent.

Atualmente, não há vacina confirmada para COVID-19, embora existam cerca de 20 projetos diferentes de vacinas em andamento – incluindo sete financiados pelo co-fundador da Microsoft Bill Gates. Pode levar 18 meses ou mais para que uma vacina seja testada e aprovada para uso humano e, em seguida, preparada e lançada em massa.

A cloroquina e a hidroxicloroquina, um par de medicamentos usados ​​para tratar doenças como malária, lúpus e artrite, também foram encontrados nos mercados da dark web. Um relatório da NPR sugere que os ensaios clínicos de hidroxicloroquina foram iniciados apenas recentemente para o COVID-19 e que nenhum resultado foi relatado até o momento.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Fonte: Fórmula do Bitcoin

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra