O maior canal de informação do setor

Medicamentos adjuvantes no tratamento do câncer infantil

953

O tratamento oncológico em crianças vem evoluindo, onde a quimioterapia ainda é o método mais responsivo no câncer infantil. Para tratamento do câncer infantil está em primeira escolha a quimioterapia que através dos medicamentos vão atuar impedindo que as células malignas chamadas de células cancerosas se multipliquem ou se espalhem.

Embora tenha um efeito eficaz e seguro no organismo o medicamento quimioterápico ainda não consegue diferenciar a célula boa (sadia) da célula doente (maligna) ocasionando efeitos adversos nas crianças em tratamento. Esses efeitos, se não tratados, levam o paciente a não adesão farmacoterapêutica ou a desistência do tratamento. E quando afetadas pode haver até a interrupção por alguns dias do tratamento da quimioterapia, devido a essa intercorrência.

Alguns tipos de tumores infantis necessitam de altas doses de quimioterapia e, embora seja segura, acarreta efeitos colaterais nos pacientes, cujos sintomas devem ser tratados. Isso ocorre pelo fato de durante o processo de quimioterapia as células saudáveis também serem atingidas.

Para tratar esses efeitos da quimioterapia se faz necessário o uso dos medicamentos adjuvantes que desempenham um papel importante para a continuidade do tratamento pois, dessa maneira, o paciente poderá dar continuidade a terapêutica sem maiores dificuldades.

A finalidade dos medicamentos adjuvantes durante o processo de quimioterapia é tratar os efeitos colaterais que aparecem em decorrência do processo como, por exemplo, vômito, queda de cabelo, dentre outros, variando a intensidade de acordo com o tipo de tumor e do estágio da doença, precisando ser tratados para evitar que o tratamento seja interrompido.

As orientações e recomendações necessárias ao uso dos medicamentos são dadas pelo farmacêutico a esses pacientes que estão lutando contra o câncer infantil. A medicação adjuvante utilizada no tratamento é importante para tratar e curar o paciente. Essa medicação é disponibilizada na Casa Durval Paiva pela falta de acesso na rede pública que permite ao paciente dar continuidade  ao tratamento, reduzindo as intercorrências ou agravamentos.

O tratamento do câncer infantil é longo e durante esse período as crianças em tratamento e os seus familiares são assistidos por uma equipe multidisciplinar na Casa de Apoio, no intuito de sanar as necessidades e dificuldades durante esse processo, proporcionando uma melhor qualidade de vida.

*Isabelle Resende (CRF 2541) é farmacêutica da Casa Durval Paiva

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação