fbpx
O maior canal de informação do setor

MT evita perda de 65 mil doses da AstraZeneca após Anvisa aumentar prazo de validade da vacina

65

O governo de Mato Grosso informou que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) prorrogou o prazo de validade da vacina contra Covid-19 da Oxford/AstraZeneca envazada na Fiocruz. O estado corria risco de perder 65 mil doses nesta semana devido ao vencimento dos imunizantes.

Conforme a Secretaria de Estado de Saúde (SES), a 4ª dose será aplicada nas pessoas com mais de 80 anos, seguindo a orientação do Ministério da Saúde.

“Provavelmente, não vamos perder vacinas. Esse problema é nacional e o Ministério da Saúde já conseguiu essa norma técnica para ampliar a validade desses imunizantes”, disse.

Segundo o secretário, análise dos dados técnicos permite a tomada de decisão na esfera federal.

O Ministério da Saúde anunciou nessa quarta-feira (23) que recomenda a aplicação da 4ª dose da vacina contra a Covid (a segunda dose de reforço) em idosos acima de 80 anos. A informação foi divulgada em uma rede social e publicada em uma nota técnica.

Segundo o Ministério, a aplicação deve ser feita quatro meses após a primeira dose de reforço.

Qual imunizante poderá ser utilizado?

No caso dos idosos com mais de 80 anos, a orientação é que a aplicação seja feita, preferencialmente, com a Pfizer.

Janssen e AstraZeneca também podem ser utilizadas no novo reforço de idosos, independentemente do imunizante anterior, de acordo com a orientação do Ministério da Saúde.

A pasta também reforçou que há vacinas da Pfizer suficientes para aplicação neste grupo e que alguns estados também informaram que têm esses imunizantes em estoque.

Fonte: G1.Globo  

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação