fbpx
O maior canal de informação do setor

Dia da Mulher: 6 exames que você deve fazer periodicamente

231

Dia da Mulher 6 exames que você deve fazer periodicamente

Tradicionalmente, as mulheres cuidam mais da saúde. Têm por hábito visitas periódicas a médicos, desde crianças, passando pela adolescência, idade adulta e melhor idade, sempre se cuidando muito bem. E esses exames e consultas periódicas são vitais para detectar diversas doenças ainda nos estágios iniciais, facilitando os tratamentos. Neste Dia da Mulher, trazemos seis exames que você deve fazer periodicamente.

Exames que toda mulher deve fazer

De olho no câncer de mama

Em casa mesmo, a mulher pode realizar o autoexame dos seios. O toque pode ser feito mensalmente. Apesar do cuidado caseiro, é bom visitar um profissional da saúde pelo menos uma vez por ano para que ele possa tentar identificar algum nódulo.

Outros exames que você pode fazer para identificar esse mal são a ultrassonografia e a mamografia. Esses exames de imagem podem ser utilizados para confirmar ou descartar a presença de algum tumor sentido no autoexame.

Como fazer o autoexame corretamente?

Toda mulher deve fazer o autoexame das mamas, mas nem todas sabem como fazê-lo corretamente. Resumidamente, você pode fazer de três maneiras diferentes: em frente ao espelho, de pé ou deitada.

Na frente do espelho, deve-se primeiro olhar os seios com os braços abaixados. Depois coloque as mãos na cintura e faça força. Ponha as mãos atrás da cabeça e preste especial atenção aos mamilos (forma, posição e tamanho). Você pode também apertar levemente o mamilo para checar se há algum tipo de secreção.

Em pé, você deve levantar o braço do mesmo lado da mama que será examinada e apoiá-lo na cabeça. Com a outra mão, vá usando os dedos para apalpar os seios, “dividindo” ele em faixas e não utilizando as unhas. Os movimentos devem ser circulares e de cima para baixo.

Já para fazer o autoexame deitada, é necessário posicionar uma toalha dobrada sob o ombro do mesmo lado da mama a ser averiguada. Com uma leve pressão, faça movimentos circulares. A metade externa dos seios e as axilas também devem ser apalpadas.

Caso sinta qualquer tipo de nódulo ou alteração, procure um profissional da saúde.

Papanicolau

O Papanicolau deve ser feito periodicamente pela mulher a partir dos 20 anos ou após o início da vida sexual. Você deve repetir o exame anualmente.

O procedimento identifica modificações nas células cervicais. A coleta é simples. O espéculo é introduzido na vagina e o profissional da saúde recolhe com uma espátula e uma escovinha um pouco de material, que será analisado em laboratório.

Por meio dessa análise, é possível identificar algumas doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), o câncer de colo de útero e também o HPV.

Não esqueça do exame de sangue

Repita uma ou duas vezes por ano aqueles exames de sangue mais simples, como hemograma, triglicerídeos, colesterol e glicose. Caso possua alguma disfunção da tireoide ou tenha mais de 30 anos, é importante acompanhar a função da glândula. Os exames indicados são o TS4, T4 e T3.

Atenção aos ossos

A osteoporose é caracterizada pela perda da massa óssea, o que tende a aumentar a fraqueza e a predisposição a fraturas. Em um grupo de três mulheres, uma delas terá a doença.

Com predisposição maior para a osteoporose dos que os homens, você, mulher, deve ficar muito atenta. Por isso, a partir dos 40 anos, faça a densitometria óssea ao menos duas vezes por ano.

Com o tempo, a frequência de repetição do exame pode aumentar.

Coração em foco

Os hormônios presentes no organismo da mulher costumam proteger o coração. Mas a partir dos 50 anos, essa proteção começa a cair e exige um cuidado redobrado com a saúde cardiológica.

Mas, se você tiver qualquer sintoma, for sedentária ou tiver histórico de doenças cardíacas na família, o acompanhamento deve começar mais cedo, aos 30 anos.

Alguns exames de rotina que você pode fazer para saber como anda o seu coração são o ecocardiograma, eletrocardiograma e o teste ergométrico.

Não perca seu olho de vista

A maioria das pessoas, tanto homens quanto mulheres, acaba só visitando um oftalmologista quando começa a ter alguma dificuldade para enxergar. Mas não era exatamente assim que deveria ser.

Exames como o de fundo de olho podem identificar lesões, glaucoma e até tumores.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação