fbpx

Novo coronavírus deve levar economia global ao nível mais baixo desde 2009, diz OCDE

coronavírus

O surto do novo coronavírus deve ter grande impacto na economia global, diminuindo a projeção de crescimento mundial em ao menos 0,5%, alertou nesta segunda-feira (2) a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

A organização pediu aos governos ação imediata para conter os impactos do surto da nova doença que se espalha pelo planeta.

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/02/04/sars-mers-ebola-coronavirus-por-que-ha-cada-vez-mais-surtos-de-virus-mortais-pelo-mundo/

A perspectiva de aumento de 2,9% da economia mundial, divulgada em novembro de 2019, foi revisada para 2,4% em novo relatório divulgado pela Organização. O documento, no entanto, também trabalha com um cenário mais pessimista, em que surtos do novo vírus se espalham por todo o hemisfério norte. Nesse caso, o crescimento poderia recuar até 1,5%.
No cenário mais otimista, em que o surto de coronavírus é contido no começo de 2020, a economia mundial deve se recuperar em 2021, com crescimento de 3,3%.

O país mais afetado deve ser a China, onde a epidemia começou. O aumento de 5,7% do PIB chinês previsto em novembro do ano passado, foi revisado para 4,9% no novo relatório. A zona do euro e os EUA devem sofrer menos, com queda de 0,3% e 0,1% ante projeção de 2019.

Para o Brasil, a previsão de crescimento da OCDE se mantém em 1,7% para 2020, indo a 1,8% no ano seguinte.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

Fonte: Yahoo Finanças

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra