fbpx
O maior canal de informação do setor

OMS alerta que pode não haver vacinas para novo surto de ebola no Congo

282

Poucos dias após declarar o fim de uma nova epidemia e se deparar com um novo surto do vírus ebola, a República Democrática do Congo pode enfrentar um problema ainda maior no combate à doença. Segundo o chefe de resposta a emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), Dr. Peter Salama, é possível que não haja vacinas para tratar novas vítimas do vírus. A informação foi dada em entrevista à agência de notícias Reuters, na sede da organização, em Genebra, na Suíça.

A dificuldade na busca por novas vacinas se dá pelas variações no vírus. Segundo o médico, o atual surto pode ser de variações originárias do antigo Zaire, do Sudão ou de Bundibugy (Uganda). Caso a análise da organização constate que não se trata da variação do Zaire (para a qual foram utilizadas vacinas no último surto) as opções de tratamento ficarão “complexas”, garante ele.

— Nós poderemos ficar sem opções de vacina — resumiu Salama. O médico afirma que os casos do novo surto, que já tem quatro vítimas registradas, se estendem por dezenas de quilômetros.

Nesta quinta-feira, especialistas internacionais em saúde montaram um laboratório na cidade congolesa de Beni, a 30 quilômetros do local onde o surto começou. Estão envolvidos na operação autoridades das ONU, do Banco Mundial e do Ministério da Saúde do Congo, incluindo o ministro Oly Ilunga.

Este é o 10º surto de Ebola no Congo desde 1976. Acredita-se que o vírus é transmitido por longas distâncias através de morcegos. Entre os sintomas da doença, estão febre hemorrágica, vômito e diarreia.

Fonte: Extra

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/02/07/medicamentos-usados-contra-ebola-e-malaria-passam-em-teste-e-controlam-infeccao-do-novo-coronavirus/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação