fbpx
O maior canal de informação do setor

OMS define 113 diagnósticos que todos deveriam ter acesso

613

Foto: Shutterstock

Pela primeira vez, a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou uma lista de diagnósticos aos quais todas as pessoas deveriam ter acesso. A lista abrange 113 testes, desde os mais comuns até de doenças prioritárias para o combate global.

Segundo o G1, tratam-se de recomendação, sem poder de obrigatoriedade. A lista de testes complementa a definição da OMS sobre medicamentosessenciais, que existe há mais de 40 anos. A iniciativa é importante porque justifica e valida políticas de saúde de governos locais, para um melhor uso de recursos. Está relacionada também à tentativa de evitar atraso no tratamento de doenças como HIV e diabetes. “Um diagnóstico preciso é o primeiro passo para obter um tratamento eficaz”, ressaltou Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, em nota. “Ninguém deveria sofrer ou morrer por falta diagnóstico, ou porque os testes certos não estavam disponíveis”.

Os testes são divididos em dois grupos: 58 para diagnóstico de condições comuns, como o rastreamento de sangue e urina; e outros 55 para doenças prioritárias para o monitoramento e controle, como HIV, tuberculose, malária, hepatites B e C, HPV e sífilis. (BN)

Fonte: Voz da Bahia

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação