O maior canal de informação do setor

OMS escolhe Fiocruz para produzir vacina de mRNA contra Covid-19

127

OMS – A Opas (Organização Pan-Americana de Saúde) selecionou a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) e uma empresa biofarmacêutica da Argentina como os dois locais na América Latina para o desenvolvimento e a produção de vacinas de mRNA (RNA mensageiro) contra a Covid-19, anunciou o braço regional da OMS ( Organização Mundial de Saúde) hoje (21).

A ideia é aproveitar as capacidades atuais de manufatura da Fiocruz e do Sinergium Biotech, na Argentina, para ajudar a transferir a tecnologia da vacina desenvolvida pela farmacêutica Moderna nos Estados Unidos para a América Latina, região duramente atingida pelo coronavírus e que ainda não tem acesso suficiente às vacinas.

LEIA MAIS: Anvisa autoriza teste com anticorpo para tratar pacientes graves de Covid-19

O Instituto de Tecnologia de Imunobiologia de Bio-Manguinhos, da Fiocruz, um dos principais laboratórios biomédicos do Brasil, foi escolhido por seu histórico na fabricação de vacinas, e já fez ‘avanços promissores’ no desenvolvimento da tecnologia de vacinas mRNA, afirmou a Opas.

‘Esta será uma tecnologia que vem se somar à plataforma de adenovírus, utilizada na vacina Fiocruz/AstraZeneca para a Covid-19. O desenvolvimento de uma vacina da Fiocruz de mRNA é um passo fundamental para que o Brasil detenha o domínio tecnológico de duas plataformas fundamentais para o avanço no desenvolvimento de imunobiológicos’, disse a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, em nota.

Segundo ela, ainda é cedo para falar sobre datas e cronograma para a produção, mas o apoio da OMS ‘será decisivo’ para que o desenvolvimento ocorra de maneira mais breve possível e dentro dos protocolos de segurança e qualidade mundiais.

Na Argentina, a Sinergium Biotech, empresa biofarmacêutica do setor privado, foi selecionada como centro e fará uma parceria com o laboratório farmacêutico mAbxience, do mesmo grupo, para desenvolver e produzir o ingrediente farmacêutico ativo.

A Opas disse que a fabricação de vacinas deve beneficiar a região inteira, com a distribuição financiada pelo Fundo Rotativo da Opas.

Uma iniciativa similar na África para desenvolver a produção de vacinas contra a Covid-19 replicando o imunizante da Moderna foi desacelerada por negociações com a farmacêutica norte-americana, conforme disse uma autoridade da OMS à Reuters na semana passada.(Com Reuters)

Fonte: Meio & Negócio/BR

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/varejo-farmaceutico-abre-mais-de-mil-vagas-em-um-mes/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação