fbpx

Pediatras rebatem declaração de Queiroga sobre mortes de crianças: ‘Sociedade espera e merece outro tipo de postura’

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) publicou nesta sexta-feira 24 uma nota rebatendo as declarações do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, de que mortes de crianças por Covid-19 estariam dentro de um ‘patamar aceitável’ pelo governo federal. Declaração semelhante foi feita pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) na tarde desta sexta.

Veja também: AstraZeneca: 3ª dose da vacina aumenta significativamente anticorpos contra ômicron

Em nota, a SBP afirma que a Covid-19 já vitimou mais de 2.500 crianças brasileiras e que, considerar este número como ‘aceitável’ não é uma atitude que se espera de um governante.

Siga nosso Instagram

‘Até o momento, a Covid-19 vitimou mais de 2.500 crianças de zero a 19 anos, sendo mais de 300 delas confirmadas no grupo de 5-11 anos, causando ainda milhares de hospitalizações’, destaca a SBT.

‘O Brasil se encontra diante de hospitalizações, sequelas e mortes que são passíveis de prevenção em sua grande maioria. Ignorar este fato, minimizar sua importância e afirmar que elas são aceitáveis não são atitudes esperadas das autoridades. A sociedade espera e merece outro tipo de postura e de compromisso com a saúde das crianças e adolescentes do Brasil’, rebatem os pediatras em nota.

No texto, a sociedade ainda defende que o governo federal adote um regime de urgência para o início da vacinação de crianças entre 5 e 11 anos, aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Fonte: Carta Capital Online

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra