fbpx

Pesquisadores vinculados ao Ministério da Ciência desenvolvem teste feito por celular

Pesquisadores do Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer, vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia, desenvolveram teste que detecta a covid-19 por meio de uma amostra da saliva. O equipamento é acoplado a um celular e o resultado sai em 15 minutos.

Como funciona: um leitor USB é conectado ao celular com um chip com uma gota de saliva do paciente. O resultado, então, aparece na tela do celular. A eficácia, segundo o ministério, ‘é a mesma que a do RT-PCR, que retira mucosa do nariz para a avaliação e é considerado pela comunidade o mais eficaz’.

A iniciativa é desenvolvida por pesquisadores bolsistas do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). Ao site da pasta, Aline Macedo Faria, que participou da pesquisa, diz que o sensor, por causa da rapidez e do baixo custo, permite uma testagem em massa.

‘Além disso, como o dispositivo é portátil, ainda possibilita que o teste seja realizado mesmo em regiões onde não possuam laboratórios de análise clínica, com obtenção de resultado em tempo real’, complementou Faria.

O teste seria produzido inicialmente para detectar outras doenças, como dengue, zika e chikungunya. Mas, com a pandemia, o foco voltou-se ao coronavírus.

A empresa brasileira de biotecnologia Visto.Bio participa do desenvolvimento do teste. Renan Serrano, representante da companhia, disse que está avançando nas últimas fases dos testes clínicos para, então, buscar regulamentação com a Anvisa.

Fonte: Poder 360

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/pesquisadores-desenvolvem-teste-popular-de-covid-19/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra