O maior canal de informação do setor

Projeto “Tudo em Dia” analisa desafios, acesso e tratamento do diabetes para pacientes do SUS no Brasil

472

 

 

Quais os principais desafios no tratamento e cuidado de pessoas com diabetes que utilizam o Sistema Público de Saúde (SUS)? Para responder esta pergunta, o Instituto Tellus, com o apoio da Novo Nordisk, criou o projeto “Tudo em Dia – Enfrentando os Desafios do Diabetes”.

A primeira fase do estudo, realizada entre novembro de 2020 e julho de 2021, foi marcada por pesquisa realizada nos municípios de Aracaju (SE), Distrito Federal (DF), Itanhaém (SP) e Pelotas (RS). Em cada um deles, foram observados os principais desafios no tratamento público do diabetes, contemplando acesso e jornada dos pacientes; a jornada dos medicamentos; atenção primária e secundária; capacitações; programas e serviços; e registros e monitoramento de dados.

Um resultado prático do estudo foi a análise do trajeto e da forma que os medicamentos chegam até os pacientes com diabetes em cada cidade. Após ouvir especialistas, farmacêuticos, servidores públicos e usuários, e mapear cada etapa e seus principais obstáculos, foram propostos ajustes da rota visando impactar diretamente o acesso dos usuários a essas medicações.

“Nesse contexto, observamos que estados e municípios têm capacidade limitada de armazenamento de medicamentos, especialmente de insulina, que requer refrigeração e cuidados especiais. Nem todas as unidades de saúde contam com sistemas digitalizados para controle de estoque e dispensação de medicamentos, muitas realizam o controle manualmente, e algumas UBSs sofrem com a alta rotatividade de médicos e, dessa forma, perdem o histórico de saúde dos usuários” analisa Isabela Túbero, Gerente de Criação e Implementação de Projetos, do Instituto Tellus.

Por meio de uma Oficina de Cocriação, representantes de alguns dos municípios visitados e da rede da Novo Nordisk e do Instituto Tellus realizaram o desenho das soluções. Ao todo, foram identificadas 45 oportunidades de atuação do projeto que, após processo de priorização e clusterização, resultaram em 12 soluções.

Todos os dados captados nas cidades comporão, junto com os demais questionários online, o mapeamento sobre os gaps no tratamento do diabetes no SUS, a ser divulgado a partir de outubro de 2022.

“Para a Novo Nordisk, esse estudo é fundamental, pois dá visibilidade às necessidades específicas de cada região. Nesse sentido, o apoio ao projeto possibilita ampliar o acesso à orientação, cuidados e informações disponíveis aos pacientes com diabetes que dependem do SUS “, finaliza, Simone W. Tcherniakovsky, diretora de Assuntos Corporativos da Novo Nordisk Brasil.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/venancio-dobra-oferta-de-salas-clinicas-em-dois-anos/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação