O maior canal de informação do setor

Quase 50% dos brasileiros usariam ou recomendariam cannabis medicinal

180

Enquanto a votação em torno da lei PL 399 relacionada à cannabis medicinal entra no Senado no Brasil, uma pesquisa realizada pela Toluna Insights, em parceria com a Clever Leaves, perguntou a mais de 800 pessoas se elas sabiam para quais doenças a cannabis pode ser usada como tratamento. Um grande número dos entrevistados (46,82%) apontou que a cannabis medicinal pode ser usada para espasmos musculares, tremores, convulsões e tiques nervosos. Seguido por 40,94%, alegando que ansiedade, depressão e outros problemas de saúde mental podem ser tratados com cannabis medicinal.

Veja também: Vendas de Cannabis medicinal podem movimentar R$ 2 bilhões até 2025

Outras possibilidades de tratamento respondidas pelos entrevistados foram para humor e problemas de sono (24,49%), dor ou inflamação (23,53%) e formigamento ou dormência muscular (22,81%). Embora pareça que as pessoas tenham um conhecimento razoável sobre o uso de cannabis medicinal, apenas 16% destacaram o uso para náuseas, que é um dos problemas de saúde mais comuns para os quais a cannabis medicinal pode ser aplicada. Além disso, quase 30% dos brasileiros que participaram desta pesquisa não têm certeza sobre os possíveis tratamentos ou não acreditam que a cannabis medicinal pode ser usada para qualquer um desses problemas de saúde.

Siga nosso Instagram

Em relação à possibilidade de uso de cannabis medicinal, quase 50% dos entrevistados afirmaram que usariam ou recomendariam para um familiar, caso fosse prescrito por um médico. Por outro lado, mais de 30% não tem certeza ou não o usaria para si. À medida que as discussões sobre a cannabis medicinal avançam no Brasil, é importante explorar mais pesquisas científicas sobre ela. “Acreditamos que a pesquisa científica é a chave para criar novas oportunidades para o avanço dos tratamentos médicos e acesso do paciente, permitindo que ingredientes e produtos farmacêuticos legais de cannabis cruzem as fronteiras livremente”, disse Kyle Detwiler, CEO da Clever Leaves.

A empresa que começou sua presença no Brasil por meio de parcerias em 2020, está lançando o Projeto Change Lives nos EUA, oferecendo US$ 25 milhões em valor de varejo de produtos de cannabis medicinal para qualquer organização elegível dos EUA para ajudar no avanço da pesquisa científica sobre os benefícios médicos potenciais dos canabinóides. A Clever Leaves está procurando fornecer até 250.000 garrafas de garrafas de cannabis de grau farmacêutico, garrafas de óleos de cannabis de grau farmacêutico ou aproximadamente 5 toneladas de flores de cannabis medicinal que ajudarão instituições de pesquisa a desenvolver novas terapias.

Fonte: Medicina S/A

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação