fbpx
O maior canal de informação do setor

Casos suspeitos de sarampo são investigados pela Prefeitura do Rio

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) investiga 16 casos suspeitos de sarampo no Rio. Além desses, a pasta também acompanha um caso com resultado preliminar positivo para a doença. A ocorrência, no entanto, ainda depende de confirmação do laboratório da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Até esta terça (3), a Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que eram quatro casos suspeitos de sarampo investigados no estado. No mesmo dia, a SMS fez uma ação para imunizar estudantes daFaculdade de Direito da UFRJ, onde estuda a primeira paciente a apresentar suspeita de sarampo.

Ao todo foram aplicadas 573 doses da vacina na instituição de ensino. Agora, a aluna da UFRJ passa por tratamento em São Paulo, onde vive a família da jovem. No Município do Rio, os últimos casos confirmados de sarampo foram considerados importantes ocorreram em 2014.

No Brasil, a proteção contra o sarampo faz parte das vacinas Tríplice Viral e Tetra Viral, disponíveis conforme calendário de vacinação do Ministério da Saúde para crianças aos 12 e aos 15 meses. A cobertura vacinal contra a doença para crianças de 1 ano na cidade é de 107%.

A segunda dose da Tríplice Viral (SCR), para adolescentes e adultos que não tenham sido vacinados adequadamente na infância, também está disponível nas unidades municipais de Atenção Primária (Clínicas da Família e Centros Municipais de Saúde).

Surto da doença no país

No total, Amazonas e Roraima têm 463 casos confirmados da doença.

No Mato Grosso, um homem de 31 anos e uma mulher de 30 foram diagnosticados com sarampo, em Guarantã do Norte, a 721 km de Cuiabá. Foram os dois primeiros casos registrados após 19 anos sem notificações da doença no estado.

Fonte: G1

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra