fbpx
O maior canal de informação do setor

Dez benefícios do cranberry

529

benefícios do cranberry

Benefícios do cranberry: Planta nativa dos Estados Unidos e do Canadá, o cranberry é uma fruta pequena, vermelha e redonda de sabor levemente amargo e azedo. Não à toa, é comumente descrita como um superalimento por suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, ajudando na prevenção de infecção urinária e até na redução da resistência a antibióticos.

A fruta pode ser consumida como um suco, congelada, seca ou em forma de pastilhas ou cápsulas. Confira abaixo sete benefícios do cranberry para a saúde. Mas também há riscos do consumo excessivo e de interações medicamentosas. Portanto, o importante é sempre consumir com moderação e indicação de um profissional de saúde quando relacionada à prevenção de infecções.

1 – Redução da resistência a antibióticos

Estudo da Universidade McGill, no Canadá, revelou que a adição de extrato de cranberry no tratamento de infecções urinárias, pneumonia e gastroenterite impediu que as bactérias se tornassem resistente aos antibióticos. O extrato tornou a parede celular bacteriana mais permeável ao antibiótico e fez com que as bactérias tivessem mais dificuldade em combater o medicamento.

2 – Ação antioxidante e anti-inflamatória

Quando se trata de frutas, o cranberry está logo abaixo dos mirtilos em potência antioxidante. Pesquisas mostram que as pessoas que consomem o superalimento têm níveis mais baixos de proteína C reativa, o que indica menor propensão a processos inflamatórios e infecciosos.

3 – Melhora da circulação

O consumo de cranberry ajuda a melhorar a flexibilidade das artérias, contribuindo para baixar a pressão arterial, aumentar a energia e a função cognitiva. A fruta também é rica em polifenóis, substâncias anti-inflamatórias que auxiliam na prevenção do acúmulo de plaquetas, reduzindo os índices de LDL (colesterol “ruim”).

4 – Ajuda a emagrecer

A nutritiva e incrível frutinha contém elevada concentração de ativos antioxidantes, que auxiliam na redução de gorduras ruins no sangue e consequentemente na perda de peso.

5 – Previne doenças

Estudos mostram que o suco de cranberry ajuda a reduzir os triglicerídeos e a resistência à insulina. Também possui certos compostos que demonstraram retardar o crescimento de tumores, incluindo células cancerígenas da mama, cólon, pulmão e próstata.

6 – Ajuda na saúde intestinal

Pesquisas mostram que o consumo de cranberries pode criar uma mudança positiva nas bactérias intestinais ligadas à imunidade, ao humor e à saúde digestiva. A fibra também ajuda a prevenir a constipação.

7 – Saúde bucal

Na saúde bucal,  a cranberry marca presença atuando contra o aparecimento de cáries.

8 – Aliada da imunidade

vitamina C presente no cranberry desempenha um papel fundamental na saúde da pele, das articulações e na cicatrização em geral. A fruta é mais conhecida por ajudar a prevenir e tratar infecções urinárias, interferindo na capacidade das bactérias de aderir às paredes do trato urinário. Essa defesa natural também acontece no estômago para prevenir úlceras e na boca para combater doenças nas gengivas.

9 – Benefícios do cranberry na estética

O uso do cranberry contribui para reduzir a oleosidade da pele e também evita o surgimento de acnes e cravos.

10 – Envelhecendo com saúde

Devido aos altos níveis de antioxidantes e vitamina C, o cranberry é uma excelente fonte para combater o envelhecimento precoce, minimizando o surgimento de manchas, rugas, perda de memória e dificuldades com a coordenação motora.

Riscos do cranberry

Apesar de seus inúmeros benefícios, o uso do cranberry deve ser feito com moderação. O consumo máximo recomendado é de, no máximo, 100 gramas da fruta, ou 200 ml a 480 ml por dia no caso de sucos. Na forma de cápsulas, o ideal são duas de 250 mg a 400 mg.

Por conter uma grande quantidade de vitamina K, a frutinha pode interferir na ação do anticoagulante varfarina. O consumo excessivo do suco ao longo do tempo também pode levar ao aparecimento de pedras nos rins. Pessoas com histórico de cálculo renal devem consumir com moderação, e a quantidade precisa ser estabelecida por um profissional de saúde.

A fruta não é recomendável para gestantes e mulheres em período de aleitamento, pois não existem comprovações de como ela age nessas condições.

Outro alerta importante é para alérgicos e intolerantes à aspirina – a fruta tem quantidades significativas de ácido salicílico e pode provocar reações.

Outros efeitos colaterais da ingestão excessiva da fruta incluem dor de estômago, vômito e diarreia.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação