O maior canal de informação do setor

Setor farmacêutico entra no ranking dos que mais contratam funcionários

147

O segmento de farmácias e drogarias, no Brasil, é um dos poucos que apresentaram crescimento durante a pandemia. Um levantamento da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) mostrou um faturamento recorde do varejo farmacêutico, em 2020, de R$ 58,2 bilhões.

Mais recentemente, o ranking que lista as 10 empresas que mais empregam no país, divulgado pelo Ministério da Economia, passou a contar com um representante do varejo farmacêutico. E o movimento de contratação deve ser ascendente.

Pedro Eduardo Menegasso, coordenador geral da Phis, consultoria especializada na cadeia farmacêutica, acredita que esse cenário indica maiores oportunidades e mais investimentos até o fim deste ano, marcado pela retomada das atividades econômicas.

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/justica-da-fim-a-acao-contra-blau-por-uso-do-vonau-flash/

Um grande aliado neste processo, segundo ele, é o aplicativo da startup Closeer, que conecta empresas que necessitam de mão de obra a profissionais que buscam vagas para trabalhos temporários e freelancers, auxiliando na organização do quadro de trabalhadores.

Com o apoio do Conselho Regional de Farmácia de São Paulo, a plataforma colocou em operação, no Estado, a funcionalidade CloseerFarma.

O novo ambiente agora apresenta oportunidades para as seguintes funções: farmacêutico, balconista de medicamentos, perfumista, operador de caixa, auxiliar de limpeza e repositor. A utilização é totalmente gratuita para quem está procurando serviços.

Menegasso afirma que a iniciativa da Closeer traz um dinamismo extremamente necessário no atual cenário do mercado farmacêutico.

‘Em se tratando de farmácias e drogarias, tudo ficou maior e mais rápido. Mais lojas foram inauguradas, outras centenas devem surgir. Até mesmo as prescrições médicas online passaram a ser mais utilizadas, aumentando o volume de medicamentos comercializados. Vale lembrar que desde 2014 é obrigatória a presença de um farmacêutico para que uma drogaria possa funcionar. Nesse caso, é necessário um sistema de contratação e oferta de serviços qualificados mais ágil, que dê conta dessas demandas’, alega Menegasso.

De acordo com Walter Vieira, CEO da Closeer, a expansão vai beneficiar diversas frentes, uma vez que a procura por serviços relacionados à saúde cresceu bastante.

‘A ferramenta auxilia os trabalhadores que buscam oportunidades em um período econômico ainda complicado, que demanda relações mais flexíveis entre as partes. Além disso, quanto mais este importante setor se movimentar, melhor será a prestação dos serviços para o consumidor final, que passou a ficar mais atento quanto aos cuidados com a saúde, higiene e bem-estar após a chegada da Covid-19’, afirma.

O aplicativo relaciona a vaga da empresa solicitante com as características do trabalhador. O contato se dá por meio de notificação no app e um sms e, ao aceitar a vaga, o profissional e a empresa podem entrar em contato diretamente para alinhar o serviço.

Antes das farmácias, a Closeer já atendia as demandas de segmentos como foodservice e hotelaria, nas regiões Sul e Sudeste.

Fonte: Jornal Contabil

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação