O maior canal de informação do setor

Sintomas da Covid-19 e dengue em crianças

310

 

Covid-19/dengue

A Covid-19 e a dengue são doenças virais, transmitidas de formas diferentes, mas com alguns sintomas semelhantes, como febre, diarreia, dor no corpo e dor de cabeça. Mas como identificá-las em crianças?

O Sars-Cov-2 é o vírus que provoca a infecção da Covid-19, por vias respiratórias e gotículas salivarias. Na maioria dos casos, ele se manifesta no público infantil de forma leve ou assintomática. Já a dengue é provocada pela picada do mosquito Aedes aegypti e pode trazer graves complicações.

Em qualquer uma dessas situações é indicado buscar ajuda de um pediatra, para que ele possa avaliar a intensidade dos sintomas e o quadro clínico da criança, para evitar a sua evolução. Afinal, qual a diferença entre elas?

A Covid-19 é caracterizada pela tosse, secreção nasal, falta de ar, dor de cabeça, carência do paladar e olfato. Pacientes com dengue sentem dores de cabeça, febre, manchas avermelhadas na pele, desidratação e dor abdominal nos casos mais graves.

Nas crianças, o diagnóstico da dengue é realizado por meio de hemograma e o teste rápido NS1, feito nas primeiras 24 horas dos sintomas. Os exames sorológicos IgG e IgM, devem ser coletados a partir do sétimo dia. Para a detecção do coronavírus, o mais indicado é o teste RT-PCR, pela secreção nasal.

Alguns cuidados básicos devem ser seguidos para evitar essas doenças virais. Para evitar o contágio pelo coronavírus, o recomendável é lavar as mãos com frequência, evitar aglomerações e usar máscara com a supervisão dos pais, para crianças acima dos dois anos.

Para se proteger da dengue, o ideal é não acumular água parada nos locais favoráveis para o mosquito depositar os seus ovos. Telas nas janelas e mosqueteiros também são alternativas para evitar o contato com o inseto. O repelente pode auxiliar, mas só deve ser aplicado a partir dos três meses de idade, em situações de extrema necessidade.

Fonte: Panorama Farmacêutico

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2021/03/30/brasil-tem-17-vacinas-contra-covid-19-em-estudo-diz-ministerio-da-saude/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação