O maior canal de informação do setor

Sputnik: lote destinado ao Brasil não tem qualidade comprovada

211

O INCQS, instituto da Fiocruz responsável por verificar a qualidade de fármacos no Brasil, travou a importação do primeiro lote da vacina Sputnik ao Brasil. Os técnicos avaliam que os russos, por ora, não conseguiram demonstrar a boa procedência do imunizante.

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/bd-rowa-fara-webinar-sobre-robotizacao/

A importação, limitada a poucas doses pela Anvisa, foi feita por governadores do consórcio Nordeste. São eles que se responsabilizaram por monitorar e assegurar a qualidade dos produtos.

Fonte: O Bastidor

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação