fbpx

Startup quer transformar drogas psicodélicas em medicamentos

Depois que a maconha floresceu de seu passado sombrio para se tornar uma indústria multibilionária e altamente regulamentada na América do Norte, Kevin O'Leary, jurado do reality show Shark Tank, e o co-fundador da maior empresa de cannabis do mundo, estão apostando que os psicodélicos podem ser o próximo hit do mercado.

Depois que a maconha floresceu de seu passado sombrio para se tornar uma indústria multibilionária e altamente regulamentada na América do Norte, Kevin O’Leary, jurado do reality show Shark Tank, e o co-fundador da maior empresa de cannabis do mundo, estão apostando que os psicodélicos podem ser o próximo hit do mercado.

Veja também: Clinicarx oferece solução para atendimentos clínicos nas farmácias

A dupla se juntou ao Mind Med, uma startup que estreou recentemente na bolsa de valores de Toronto, e que procura usar compostos de psicodélicos como cogumelos mágicos ou LSD para novos tratamentos para qualquer doença, desde o vício à depressão, até o TDAH.

Siga nosso Instagram

Para Bruce Linton, co-fundador da maior empresa de cannabis do mundo, a Canopy Growth, a ideia de que um medicamento, antes desaprovado, possa ser regulamentado para em algum momento ser visto como uma alternativa médica viável para o bem ainda não foi alcançada.

“Eles são chamados de psicodélicos ou psicoativos porque, na verdade, têm um efeito neural”, disse Linton ao Yahoo Finanças. “Mas ainda não passaram por um protocolo para determinar quais indicações podem ser mais eficazes na medicação, qual dose e quais métodos”.

Linton ingressou na empresa como diretor no ano passado, depois de sair da Canopy Growth, enquanto O’Leary ingressou como investidor antes que a Mind Med fechasse sua rodada de financiamento de $24,2 milhões antes de abrir o capital. A empresa, que comprou outras que trabalham com esforços semelhantes para popularizar os psicodélicos para fins médicos, possui alguns ensaios clínicos, incluindo um estudo clínico de Fase II, na Europa, para explorar o impacto que o LSD pode ter em adultos que sofrem de TDAH.

Apesar das esperanças de que a empresa seja pioneira em psicodélicos para fins médicos, Linton advertiu que ele não via a Mind Med como uma empresa tradicional de biotecnologia.

“Eu diria que estão um pouco desconectados da biotecnologia tradicional porque eles inventam a molécula e se perguntam se ela funcionará”, disse ele. “Nós sabemos que funciona.”

Ainda não se sabe se os reguladores concordam ou não.

Fonte: Yahoo

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra