O maior canal de informação do setor

Telemedicina tem caráter fundamental na assistência continuada aos pacientes

333

A telemedicina passou a ocupar o seu lugar de importância desde o último ano, quando uma corrida desenfreada por tecnologias foi disparada, após implementação de medidas para enfrentamento da pandemia de Covid-19. A execução dessa modalidade de consultas possuía muitos componentes rigorosos perante à legislação, mas, com a urgência em se estabelecer um método de atendimento efetivo durante períodos de isolamento, foi estabelecida a Lei 13.979, de 13 de fevereiro de 2020, que permite a realização de consultas médicas on-line.

Veja também: Projeto de visitação médica digital é destaque no mercado nacional

O atendimento à distância também ganhou força com o início da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no ano passado. Esses dois acontecimentos trouxeram uma série de evoluções ao mercado e muito aprendizado. Para que a telemedicina se estabelecesse como meio viável, foi necessária a criação de um conjunto de métodos para ajudar médicos e pacientes a se adaptarem com essa nova modalidade, que auxilia na prevenção de doenças e, consequentemente, a salvar vidas.

Siga nosso Instagram

A MV, empresa fornecedora de softwares para gestão de saúde e referência em soluções inovadoras, foi pioneira na disseminação de importantes conceitos no setor. A empresa desenvolveu ferramentas para que a telemedicina pudesse ser exercida por médicos de todo o Brasil, acreditando em um atendimento contínuo e preventivo à saúde, que pode ser atingido com o monitoramento e engajamento do paciente em relação à sua saúde.

Por meio das ferramentas disponibilizadas pela companhia, o consultório médico se expande além das barreiras físicas e o atendimento pode ser realizado de qualquer lugar do País, para qualquer especialidade. É como se o profissional de saúde estivesse na sala da casa do paciente, com a facilidade de acesso por tipos de dispositivos diferentes, pela multiplicidade de telas, aplicativos, e-mails, entre outros meios.

‘A missão da MV é conscientizar sobre a necessidade de nos cuidarmos mais, com consultas recorrentes e diagnósticos preventivos. Acreditamos que a telemedicina aproxima médico e paciente ao ‘romper’ as paredes dos consultórios ou hospitais e possibilitar um atendimento mais ágil e prático’, comenta Emerson Zarour, diretor de inovação da companhia.

Como funciona?

A MV fornece uma série de soluções, como o Soul MV e a Global Health, que apoiam a rotina dos profissionais da área da saúde com a gestão compartilhada entre diferentes agentes, garantindo excelência no cuidado com o paciente. O acompanhamento constante auxilia na prevenção do aparecimento de doenças e permite que os tratamentos sejam realizados com mais efetividade, no caso de detecção de sintomas que poderiam se agravar se não houvesse esse acompanhamento preventivo.

Além disso, para diminuir o desgaste por parte do paciente de ter que recontar o histórico médico, começar tudo do zero, a cada vez que há a troca de profissional ou de especialidade médica, os registros clínicos dos são mantidos nas plataformas, independentemente de onde ele esteja, ou quem o atendeu em outros momentos. Com isso, o aproveitamento do tempo de consulta passou a ser maior.

‘Os clientes conseguem fazer tudo virtualmente, pois estão conectados a laboratórios, farmácias e a outras instituições de saúde, tendo mais acesso a valores de medicamentos, lugares onde comprar, além de onde poderá realizar seus exames com bons preços e agendas’, relata Zarour.

O agendamento ágil e a disponibilização de datas nas ferramentas ainda permitem que o próprio paciente se conecte e escolha quando quer ser atendido. Do lado dos profissionais, é possível executar todas as fases do atendimento, inclusive faturamento e gestão financeira pelos sistemas da MV, o que garante maior controle das consultas e serviços prestados.

‘A telemedicina conecta todos os atores de saúde, colaborando com avanços no cuidado individual, por profissionais e instituições, trazendo uma possibilidade assistencial muito maior. O objetivo dessa modalidade é cuidar da saúde e não da doença, ou seja, fazer a prevenção do aparecimento de doenças com o acompanhamento on-line, sem interrupções’, completa.

Fonte: Segs

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação