O maior canal de informação do setor

Terceirização da insulina

569

A Medtronic, de dispositivos médicos, vai abrir mão de comercializar parte de seus produtos no Brasil diretamente para o cliente final.

A empresa começará a vender insumos para suas bombas de insulina exclusivamente pelo canal de televendas das drogarias Onofre. O aparelho em si seguirá fornecido apenas pela multinacional.

A ação busca elevar a presença da empresa no mercado, segundo o vice-presidente no país, Miguel Velandia.

“Há 1,5 milhão de pessoas com diabetes tipo um no Brasil e a estimativa é que atendamos algo na faixa de 5 mil a 6 mil”, diz Velandia.

“É um tratamento que representa 8% do nosso faturamento no país. Tivemos anos bons recentemente, mas há uma oportunidade muito grande para crescer.”

A parceria é também uma forma de reduzir custos. O preço é um dos maiores obstáculos aos tratamentos com bombas de insulina da companhia, que hoje variam de R$ 30 mil a R$ 60 mil por ano.

US$ 7,38 bilhões (R$ 29,6 bi) foi o faturamento global de maio a julho

US$ 572 milhões (R$ 2,3 bi) foi a receita do segmento de diabetes

500 são os funcionários no país

Fonte: Folha de S. Paulo

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/12/02/diabetes-insulina-inalavel-promete-revolucionar-tratamento-da-doenca-que-ja-atinge-13-milhoes-de-brasileiros-2/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação