fbpx

Tratamento de transplantados em SP corre risco por falta de remédio

Segundo os cálculos da Secretaria estadual da Saúde, suprir o estoque representaria um custo adicional ao orçamento de mais de 2 milhões de reais

A falha do abastecimento de um remédio essencial para transplantados ameaça o tratamento de quase 40 mil pacientes em São Paulo.

O problema se arrasta desde o começo do ano, quando o Ministério da Saúde, responsável pela compra e distribuição dos imunossupressores, começou a atrasar a entrega de lotes no Estado.

Sem as doses diárias, o organismo de quem ficou na fila de espera de transplantes e recebeu um coração, por exemplo, pode rejeitar o órgão e colocar todo o tratamento a perder.

O medicamento que mais falta é o Tacrolimo.

Para fechar a conta, mais de um 1,5 milhão de comprimidos precisam chegar às farmácias paulistas até o fim do segundo semestre, alerta o coordenador da Assistência Farmacêutica da Secretaria da Saúde, Victor Travassos, que já trabalha buscando alternativas.

“Uma das possibilidades é a gente começar a migrar de uma droga para a outra nos casos possíveis. Não tenho previsão exata [de quando faltará o remédio]. Mas estamos em faixa estreita para poder suprir essa necessidade”, disse.

Os imunossupressores entram no hall de medicamentos de alto custo.

Segundo os cálculos da Secretaria estadual da Saúde, suprir o estoque representaria um custo adicional ao orçamento de mais de 2 milhões de reais.

Procurado, o Ministério da Saúde não se posicionou até o fechamento desta reportagem.

Fonte: Portal Jovem Pan

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra