O maior canal de informação do setor

Viveo, dona da Cremer, vai às compras após IPO

392

A Viveo, que é controlada pela família Bueno (fundadora da Amil), vem crescendo na área de gestão de saúde por meio de uma série de aquisições. Na semana passada, a companhia investiu R$ 900 milhões para incluir no portfólio duas novas marcas. A Profarma Specialty e a Cirúrgica Mafra, que faturam juntas R$ 1,8 bilhão ao ano, vão aumentar a atuação da Viveo na distribuição de suprimentos hospitalares e medicamentos.

As aquisições foram as primeiras feitas pela empresa desde que estreou na Bolsa, no início do mês, movimentando R$ 1,9 bilhão. A Viveo se define como um ecossistema de vários negócios que distribuem quase todo tipo de insumo de que hospitais, clínicas e laboratórios precisam, de luvas descartáveis a medicamentos, passando por reagentes usados em exames.

São 11 marcas num portfólio forjado por aquisições.

O consumidor final se relaciona mais diretamente com uma de suas marcas, a Cremer, cujos algodões, curativos, ataduras e máscaras estão em 90% das farmácias brasileiras. Mais recentemente, a Viveo passou a oferecer serviços que vão da gestão de estoque hospitalar a uma assinatura de medicamentos vendida diretamente ao paciente por meio da start-up Far.Me.

Leia também demais posts relacionados a VIVEO no Portal Fusões & Aquisições.

Nos últimos anos, grupos da área de saúde como Rede D’Or, Hapvida, NotreDame Intermédica, Dasa e Fleury vêm anunciando aquisições em série financiadas por emissões de ações na Bolsa. A Viveo está capitalizada para seguir atenta a novos negócios. A companhia ficou com R$ 700 milhões do valor levantado na oferta pública inicial (IPO) de ações e encerrou o primeiro semestre com R$ 1,3 bilhão em caixa.

– Não temos necessidade de fazer mais aquisições, mas a realidade é que o mercado é ainda muito fragmentado. E um dos vetores da nossa estratégia é a própria consolidação do setor de saúde. Estamos falando tanto de hospitais e laboratórios como de clínicas. Isso exige que o fornecedor seja mais sofisticado do que antes e acaba trazendo oportunidades de aquisição para a gente. Uma rede hospitalar enorme não quer negociar contratos de fornecimento separados em cada uma das praças em que atua – diz Leonardo Byrro, CEO da Viveo desde 2018.

O executivo diz que um novo segmento de atuação da Viveo é o de clínicas dermatológicas, que apresenta expansão particularmente acelerada.

– Essa deve ser a próxima onda de consolidação do setor. Tem mais médicos, mais profissionais como dentistas e novas drogas entrando no segmento acrescentou Byro, que passou por BRF, Tarpon Investimentos e AB InBev e pela própria Cremer antes de assumir a direção do grupo.

Fonte: Fusões & Aquisições

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/visiott-preve-crescer-no-brasil-com-rastreabilidade-de-medicamentos/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação