O maior canal de informação do setor

Após seis anos, Rede de Farmácias São Bento consegue aprovação de plano de recuperação judicial e pagará credores

177

São, ao todo, 1.359 credores que poderão receber seus créditos, por meio de imóveis que serão dados em dação e pagamento ou adjudicação, para pagamento da dívida de R$ 73,9 milhões.

A Justiça de Mato Grosso do Sul aprovou, em Assembleia Geral de Credores, nesta terça-feira (15), o novo plano de recuperação judicial da Rede de Farmácias São Bento, que aguarda homologação para dar início ao pagamento das dívidas. Mais de 90% dos credores aprovaram o novo plano de recuperação, sendo 100% na categoria das micro e pequenas empresas, 98% dos credores trabalhistas, 91% da quirografária e 60% garantia real.

São, ao todo, 1.359 credores que poderão receber seus créditos, por meio de imóveis que serão dados em dação e pagamento ou adjudicação, para pagamento da dívida de R$ 73,9 milhões. A proposta, apresentada à Vara de Falências, Recuperações, Insolvências e Cartas Precatórias Cíveis de Campo Grande, agora segue para homologação do juiz. Os advogados Carlos Alberto Almeida de Oliveira Filho, Thiago de Almeida Inácio e Felipe Gonçalves Calvoso, do Escritório Almeida Advocacia, que defendem a empresa no processo, entraram com novo plano em 2019.

De acordo com Carlos Almeida, após levantamento preliminar da situação percebeu-se a existência de muitas filiais inviáveis e dividas acumuladoras mês a mês. “Decidimos interpor pela empresa São Bento novo Plano de Recuperação Judicial, disponibilizando todo o patrimônio da empresa e bens dos sócios a fim de honrar com os credores, resguardar o fisco e os demais credores extraconcursais, e enxugar a empresa, que acumulava grandes dívidas”.

A aprovação do plano é essencial, segundo o advogado Felipe Gonçalves Calvoso, para reabilitar a empresa no mercado e pagar os credores. “Desde o princípio, o grupo tinha grande quantidade de patrimônio congelado em imóveis, os quais não permitiam que a mesma tivesse liquidez ou pudesse concentrar o investimento de seu capital. O pagamento será assim repassado em bens. Serão mais de 50 imóveis que serão dados em dação e pagamento ou adjudicação”.

Para o diretor da Rede São Bento, empresário Luiz Fernando Buainain, “essa decisão de ontem prova que a empresa sempre fez questão que fosse aprovado o plano para honrar com seus credores, haja vista que são credores de um bom relacionamento há muito tempo e queríamos a solução”.

A empresa O Grupo Buainain, capitaneado pela Rede de Farmácias São Bento, iniciou seus negócios no ano de 1948, chegando a mais de 90 filiais. Na época, a mais conhecida do Estado e uma das 10 maiores redes de farmácia a nível nacional.

A trajetória da empresa iniciou-se com o Sr. Adib Assef Buainain, quem inaugurou a primeira filial denominada “Farmácia São Bento”, na Rua 14 de Julho, nº. 232, esquina com a Rua Marechal Cândido Mariano Rondon, Centro de Campo Grande/MS. No ano de 1982, os filhos de Adib Assef assumiram o comando da empresa, em sucessão familiar, expandindo cada vez mais sua rede de negócios, vindo, posteriormente, a vivenciar os períodos áureos de sua trajetória empresarial, momento em que chegaram a possuir 91 estabelecimentos, apenas na Capital.

Na última década, a rede de empresas passou a ser assolada por uma crise financeira, com a recessão no cenário nacional e internacional, a elevada taxa de juros e a vinda de grandes players do ramo farmacológico para o estado, dentre outros fatores que levaram ao endividamento, pedindo recuperação judicial em 2015.

Fonte: Jornal A Crítica – MS

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/farmacias-podem-vender-ao-governo-por-meio-da-cotacao-eletronica/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação