fbpx

Crescem buscas online por medicamentos para sequelas da Covid

sequelas da Covid

Os transtornos mentais, as doenças oportunistas e as sequelas da Covid-19 continuam impactando na pesquisa de medicamentos. Estudo divulgado pela Similarweb revela um crescimento nas buscas online por remédios para repor a testosterona, combater a queda de cabelo e para o tratamento de pacientes com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) – ambos focos de pesquisas associadas à pandemia.

De acordo com Davi Waltrick, gestor de marketing e insights da Similarweb no Brasil, o mercado de saúde vem registrando movimentos interessantes desde o surgimento da pandemia, conforme apontam análises da empresa coletadas no primeiro semestre deste ano. Isso quando analisada a performance digital do setor entre 2020 e 2021, período que engloba o distanciamento social e as fases mais agudas da doença, e a forma como o mercado está reagindo hoje, após redução da emergência sanitária.

“O isolamento social, os transtornos mentais causados por conta disso, as doenças relacionadas ao pós infecção por covid e as sequelas deixadas pelo vírus impulsionaram o crescimento no uso de medicações e tratamentos, o que eleva a receita de segmentos do setor de saúde. De janeiro de 2020 a janeiro de 2021, por exemplo, observamos que o setor teve um crescimento impressionante de 60,37%”, aponta Waltrick.

Sequelas da Covid dominam buscas

No período, o total de acessos a sites do segmento passaram de 202,8 milhões para 325,2 milhões de visitas, no país. Os termos procurados em maior volume à época variaram: no início da pandemia verificou-se alta no volume de buscas sobre “ivermectina”, amplamente divulgado como possível medicamento para o tratamento da doença. À medida que a eficácia do remédio não foi comprovada para a Covid, houve ligeira redução no número de pesquisas sobre o produto, dando lugar de destaque a outros remédios, como o minoxidil, que estimula o crescimento capilar.

No caso do minoxidil, o crescimento expressivo nas buscas se deu quando a queda de cabelo foi listada por estudos internacionais como uma das sequelas possíveis da Covid-19.

No comparativo entre os primeiros quatro meses de 2022 com o começo de 2021, houve algumas mudanças no comportamento dos consumidores quando o assunto é saúde, apesar de um volume menor de crescimento (3,8%) no número de visitas a páginas do segmento (de 325,2 milhões para 337,7 milhões). O minoxidil, assim como a ivermectina, permaneceu entre as palavras mais buscadas do segmento no primeiro semestre, porém demonstrando tendência de queda, enquanto outros medicamentos começam a ganhar atenção dos brasileiros.

Este é o caso do durateston, um remédio utilizado para a reposição de testosterona, uma vez que estudos também ligam a queda nos níveis de testosterona do corpo humano a casos de pós-infecção por covid-19. Ritalina e venvanse, ambos utilizados para tratamento de pacientes com TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade), também estão em alta. Testes para detecção de Covid-19, procura por farmácias e produtos de suplementação também estão em destaque no panorama da saúde em 2022, indica o estudo.

Confira os termos com maior registro de tráfego web entre janeiro de 2021 e junho de 2022. O tráfego de busca refere-se a estimativa da quantidade de vezes que a keyword foi digitada em buscadores da internet:

  1. Creatina – 182,1 mil buscas
  2. Teste covid – 134,5 mil buscas
  3. Minoxidil – 127,7 mil buscas
  4. Durateston – 120,2 mil buscas
  5. Creatina growth – 104,6 mil buscas
  6. Venvanse – 93,6 mil buscas
  7. Farmácia – 81,4 mil buscas
  8. Teste de covid farmácia – 80,7 mil buscas
  9. Ritalina – 77,8 mil buscas
  10. Whey protein – 64,3 mil buscas

Já os termos com maior registro de tráfego web entre dezembro de 2020 e dezembro de 2021 foram:

  1. Minoxidil – 271,4 mil buscas
  2. Durateston – 187,1 mil buscas
  3. Ritalina – 174 mil buscas
  4. Farmácia – 165,4 mil buscas
  5. Ivermectina – 160,2 mil buscas

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra