fbpx
O maior canal de informação do setor

CEO da Pfizer recebeu US$ 24 mi na pandemia

448

CEO da Pfizer recebeu US$ 24 mi na pandemia

A Pfizer já faturou dezenas de bilhões de dólares em vendas de sua vacina contra a Covid-19, a Comirnaty. E no comando da companhia, o CEO Albert Bourla também está faturando. O executivo recebeu um salário de US$ 1,69 milhão no ano passado, mais US$ 8 milhões em bônus em dinheiro e mais de US$ 13 milhões em prêmios em ações. Ele também recebeu US$ 1,38 milhão em “outras compensações”, como carro e motorista, uso pessoal do avião da empresa e segurança doméstica. Ao todo, seu pacote total de remuneração foi de US$ 24,35 milhões, quase 16% a mais do que sua remuneração de US$ 21 milhões em 2020. As informações são do portal Fierce Pharma.

Em uma reunião no mês passado, o comitê de remuneração da Pfizer aprovou US$ 24,7 milhões em remuneração direta total para seu CEO em 2022. Sob esse pacote, Bourla deve receber US$ 1,75 milhão em salário, mais quase US$ 23 milhões em prêmios de ações de curto e longo prazo.

A Pfizer se tornou um nome familiar durante a pandemia e Bourla desempenhou um papel de liderança. A empresa subiu no ranking dos maiores players do setor em vendas, em grande parte graças à Comirnaty, que quebrou recordes do setor a caminho de US$ 36,7 bilhões em vendas em 2021.

Quanto a 2022, a Pfizer espera cerca de US$ 100 bilhões em receitas, com US$ 54 bilhões previstos para vir de sua vacina contra a Covid-19 e do medicamento oral recém-aprovado para o vírus, o Paxlovid.

A farmacêutica também concluiu quatro acordos para reforçar seu portfólio de mRNA e acrescentou às suas ofertas em câncer e doenças raras. Nem todas as farmacêuticas relataram o pagamento do CEO para 2021, mas o pacote de Bourla fica aquém da remuneração do CEO concedida pela maior rival da Pfizer, a Johnson & JohnsonAlex Gorsky, agora presidente-executivo da empresa, recebeu US$ 26,74 milhões em salários no ano passado, um declínio em relação aos quase US$ 30 milhões do ano anterior.

Quanto às farmacêuticas europeias, os CEOs da Novartis e da Roche  receberam mais de US$ 12 milhões em 2021, enquanto o CEO da AstraZeneca, Pascal Soriot, recebeu  mais  de US$ 18 milhões.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação