Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Colesterol alto: grande vilão para doenças cardiovasculares

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

colesterol alto

Ocasionado principalmente por uma alimentação rica em gorduras e sedentarismo, o colesterol alto possui muitas vezes sintomas silenciosos e é uma das maiores causas de infartos e AVC.Nosso corpo produz cerca de 70% do colesterol por meio do fígado e o restante é adquirido pela alimentação. Por isso é imprescindível se atentar ao consumo de alimentos ricos em gordura, já que essa é a relação mais comum entre colesterol alto e doenças cardiovasculares.

Sintetizado pelo nosso organismo, o colesterol HDL é importante para criar hormônios, vitamina D e apoiar a digestão. Índices elevados de colesterol LDL, o “colesterol ruim” podem não apresentar sintomas perceptíveis, mas ainda é um marcador de risco para doenças cardiovasculares, por isso a importância de controle.

O LDL se instala na parede interna das artérias formando uma placa chamada ateroma. Estes ateromas obstruem as artérias aos poucos podendo resultar em infarto (obstrução de uma artéria que interrompe o fluxo sanguíneo para o coração) ou AVC (alteração de fluxo de sangue ao cérebro que provoca a morte das células nervosas da região).

Segundo Maria Cristina Izar, cardiologista e professora livre docente afiliada da disciplina de Cardiologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a  maioria pensa no câncer, mas a doença cardiovascular ainda é a primeira causa de morte em todo mundo e no nosso país. “É preciso tomar medidas para prevenir, não só o início dos fatores de risco, mas o desenvolvimento da doença e as suas complicações. Estudos mostram uma grande relação entre colesterol e doenças cardiovasculares, por exemplo. A cada aumento de colesterol em todas as faixas etárias existe um aumento linear com o risco de morte por infarto do miocárdio”, ressalta.

Outros fatores como o sedentarismo, pressão alta, obesidade, tabagismo e diabetes, por exemplo, também aumentam o risco do desenvolvimento de doenças cardiovasculares, como infarto e acidente vascular cerebral. 

Como controlar o colesterol alto

Alguns hábitos ajudam a controlar e até prevenir a ocorrência de problemas cardíacos como a redução de alimentos gordurosos e com muito sal, aumento de atividades físicas, abandono de hábitos nocivos como tabagismo e o consumo exagerado de bebidas alcoólicas. No entanto, nem sempre esses esforços bastam.

Existem medicações específicas e efetivas que auxiliam no controle do colesterol alto. Estes remédios reduzem os níveis de colesterol total, colesterol ruim (LDL) e triglicerídeos, desta forma diminuindo o risco de problemas cardiovasculares. Para realizar o tratamento correto, é necessário realizar check-ups regularmente e conversar com um médico especializado.

Fique atento aos fatores de risco da doença

  • Alimentação rica em gorduras saturadas
  • Sedentarismo
  • Excesso de peso
  • Hereditariedade Medicamentos (como glicocorticoides)
  • Doenças renais, hepáticas, hormonais e cardiopatias

Números relevantes

  • O colesterol elevado (LDL) atinge 40% da população brasileira, de acordo como Ministério da Saúde
  • O Cardiômetro – indicador do número de mortes por doenças cardiovasculares no país criado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia – aponta 1.100 mortes por dia, cerca de 46 por hora, 1 morte a cada 1,5 minutos (90 segundos)
  • Uma pesquisa feita pela UFMG, em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro e da Sociedade Brasileira de Cardiologia, revelou que o número de mortes por doenças cardiovasculares no Brasil cresceu até 132% durante a pandemia
  • Segundo a revista médica The Lancet do Reino Unido, as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte de mulheres no mundo, respondendo por 35% do total anual

Notícias mais lidas

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress