O maior canal de informação do setor

Prioridade para medicamento com IFA nacional avança na Câmara

1.279

Indústria nacional pensa em estratégias para produzir IFAs

A produção nacional de medicamentos ganha um incentivo da Câmara dos Deputados. A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou a proposta que estabelece prioridade no registro de remédios com insumo farmacêutico ativo (IFA) produzido no Brasil. O projeto segue para apreciação da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) para na sequência ir ao plenário. As informações são da Agência Câmara.

A proposta estende-se a todas as demais análises que estiverem sob responsabilidade da Anvisa. O colegiado da Câmara acolheu o substitutivo do relator, deputado Hiran Gonçalves (PP-RR) , ao Projeto de Lei 4209/19 , do Senado. O parlamentar incluiu um dispositivo para que medicamentos considerados estratégicos para o Sistema Único de Saúde (SUS) e fabricados com IFA nacional tenham prioridade nas compras governamentais.

O substitutivo aprovado pela comissão altera também a Lei de Licitações e Contratos Administrativos. Assim, a margem de preferência para compra de medicamentos com IFA nacional poderá ser de 10%, 15% e 20%, a depender do grau de integração produtiva a ser definido em regulamentação futura.

Cenário atual

Atualmente, o Brasil fabrica apenas 5% dos itens necessários para a produção de medicamentos. Mais de 90% dos remédios acabados e dos princípios ativos dos genéricos são importados, a maior parte da China e da Índia. Juntos, esses países respondem, no mundo, por 40% do total dos insumos farmacêuticos.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação