O maior canal de informação do setor

Conheça o Linna: o programa de conexão com startups, scale-ups e pequenas empresas que visa fomentar a inovação na saúde

744

Propósito e inovação. Essas são algumas das palavras que definem a Libbs , uma indústria farmacêutica privada e 100% brasileira que possui um amplo portfólio de medicamentos em diversas especialidades – como, por exemplo, nas áreas nas áreas do sistema nervoso central, cardiovascular, ginecologia, oncologia, hematologia, respiratória e dermatologia.

Veja também: Programa busca 150 startups inovadoras para aceleração

Com mais de 60 anos de atuação, a Libbs busca atender os pacientes em suas individualidades, não apenas fornecendo medicamentos de qualidade para tratar da saúde das pessoas, mas sempre buscando formulações e apresentações que agreguem conforto, bem-estar e facilidade de uso.

Siga nosso Instagram

Por esse motivo, inclusive, 10% do faturamento da empresa é investido em pesquisa, desenvolvimento e, claro, inovação.

Uma das iniciativas Libbs de fomento à inovação é o Linna – Libbs Inovação Aberta, um programa de conexão com startups, scale-ups e pequenas empresas.

Com inscrições abertas entre os dias 03 de agosto e 03 de setembro , o programa foi criado para conectar ideias inovadoras na área de saúde, atendendo aos desafios de negócio da Libbs.

Para participar do Linna é preciso ter aderência a essas necessidades mapeadas, além de ter seu produto ou serviço disponível no mercado com ao menos um MVP (Produto Mínimo Variável) desenvolvido e validado.

Se dentro das exigências mínimas, sua pequena empresa, startup ou scale-up estará pronta para participar de um programa focado em gerar negócios de forma rápida e prática.

‘Lançamos o Linna para fomentar ideias e soluções para desafios que podemos resolver de maneira mais eficaz com equipes externas’, explica Anna Paula Guembes, diretora de Desenvolvimento do Negócio da Libbs.

Além disso, participar do Linna também pode ser uma grande oportunidade de se relacionar com a Libbs e realizar um piloto remunerado da sua solução ou tecnologia em colaboração com uma das maiores farmacêuticas do Brasil.

Ao final do programa, após a fase de piloto, as empresas poderão ser contratadas como fornecedoras ou parceiras da Libbs, além de aumentar o networking e a visibilidade, impulsionada pela chancela de uma grande empresa.

‘Buscamos startups e empresas de diversos setores que possam contribuir conosco, e não apenas aquelas que atuam na área da saúde. Esse é um movimento que pode trazer inovação, tanto para nossa companhia quanto para o mercado farmacêutico’, completa Anna Paula.

Fonte: Future Health

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação