O maior canal de informação do setor

Covid-19: começa às 12h desta terça vacinação de jovens com 18 e 19 anos

57

Começa nesta terça-feira (17/8) a vacinação contra a covid-19 para pessoas de 18 e 19 anos. O início da imunização desse público ocorrerá às 12h porque o Ministério da Saúde atrasou o envio de diluentes necessários para a aplicação da vacina da Pfizer, que hoje é maioria nas remessas recebidas pelo DF. Serão 68 pontos de atendimento funcionando sem necessidade de agendamento (veja Postos de vacinação) e, a princípio, 98,5 mil doses de imunizantes estarão disponíveis para a primeira dose. Além disso, a partir de quinta-feira, o GDF vai autorizar a antecipação da segunda dose de AstraZeneca para pessoas que precisam tomar o reforço até 31 de agosto.

O GDF estima o público de 18 e 19 anos em 100 mil pessoas, mas acredita que 25% já foi vacinado por pertencer a outro grupo prioritário ou ter comorbidades. A mudança de horário do início da imunização desse grupo foi divulgada durante coletiva realizada, nesta segunda, no Palácio do Buriti. Segundo o secretário-chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, o público de 20 anos ou mais continuará sendo atendido a partir das 8h – ou das 9h, no caso de drive-thrus – mas o ideal para o GDF é que todos procurem os postos a partir das 12h. O horário de funcionamento de todos os pontos vai até as 17h, sendo que cinco funcionam até as 22h.

‘Não sabemos quais vacinas têm em cada posto. As últimas remessas estão vindo com uma quantidade maior de Pfizer e, como os diluentes só chegam hoje (segunda) à noite, a Secretaria de Saúde precisa de tempo pela manhã para organizar e distribuir o material’, explicou. Ele pontuou que nem todas as pessoas receberão Pfizer. ‘Quem tem a garantia de que vai receber Pfizer são os adolescentes abaixo de 18 anos. Acima dessa idade, recebe a que tiver no posto. A mudança de horário é para evitar tumulto’, disse Rocha.

Adolescentes

Em relação aos adolescentes, por enquanto, ainda há vagas para que pessoas de 12 a 17 anos com comorbidades, deficiências ou síndromes agendem a vacinação. Basta acessar o site vacina.saude.df.gov.br. Aqueles que estão nessa faixa etária, mas que não possuem doenças preexistentes, devem ser atendidos com a próxima remessa de vacinas a ser recebida pelo DF.

‘É possível que, na próxima semana, a Secretaria de Saúde abra a vacinação de adolescentes sem comorbidades, assim que finalizarmos a imunização dos jovens de 18 e 19 anos’, afirmou Gustavo Rocha. ‘Há a previsão de chegada de novas doses, segundo o informativo do Ministério da Saúde, nesta semana’, frisou.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), até o momento, somente a Pfizer solicitou a inclusão em bula da indicação da vacina para crianças com 12 anos ou mais. Segundo a agência, a competência para solicitar a inclusão de novas indicações na bula é do laboratório de cada imunizante, e a solicitação deve ser fundamentada em estudos que sustentem a indicação, tanto em relação aos aspectos de segurança como de eficácia. A decisão sobre o registro e alterações pós-registro é da área técnica da Anvisa. Para as vacinas em uso emergencial, a decisão é da Diretoria Colegiada.

Antecipação

Também durante a coletiva, o secretário-chefe da Casa Civil afirmou que o GDF vai antecipar a aplicação da segunda dose da AstraZeneca, a partir de quinta-feira, às pessoas que estão com o reforço marcado para até 31 de agosto. Apesar de o secretário da Casa Civil informar, em entrevista ao Correio, no sábado, que o DF não anteciparia, por enquanto, a segunda dose de imunizantes, a medida será possível no momento devido à disponibilidade de vacinas carimbadas como D2.

Gustavo Rocha reforçou que a antecipação só vale para os vacinados com AstraZeneca. ‘A partir de quinta-feira, quem tem a segunda dose marcada para receber a AstraZeneca até 31 de agosto poderá antecipar. Quero deixar bem claro que é só para quem tomou AstraZeneca. No caso da Coronavac, não há muito o que se falar, porque o intervalo é muito curto. Como as outras vacinas da segunda dose (Pfizer) ainda não chegaram carimbadas, não está sendo possível fazer a antecipação’, explicou o secretário. Para a AstraZeneca, a indicação em bula é de que o intervalo seja de quatro a 12 semanas.

Para o infectologista Alexandre Cunha, a antecipação é uma decisão correta. ‘Estudos mostraram que existe uma imunização mais duradoura e mais potente quando há um intervalo maior. Mas temos que pensar que a situação da pandemia não é favorável. Por isso, é mais interessante que se tenha uma antecipação, pois evitamos que muitas pessoas sejam infectadas e tenham casos graves’, diz. Para o especialista, o fato de a variante delta estar em circulação aumenta a necessidade de se completar mais rapidamente o ciclo vacinal de mais pessoas.

Até o momento, o DF vacinou 1,8 milhão pessoas com a primeira dose (D1), 643.992 com a segunda dose (D2) e 54.876 com vacinas de dose única (DU). Ontem, foram 28 mil primeiras aplicações, 7.215 reforços e 434 imunizantes de dose única administrados.

Postos de vacinação

Pedestres

18 e 19 anos: 12h às 17h (diurno) e 12h às 22h (noturno)

20 anos ou mais: 8h às 17h (diurno) e 8h às 22h (noturno)

1- UBS 1 Lago Norte

2- UBS 1 Varjão

3- UBS 1 Asa Norte

4- UBS 2 Asa Norte

5- UBS 1 Asa Sul

6- UBS 1 Cruzeiro

7- Associação Médica de Brasília

8- UBS 3 Vila Planalto

9- UBS 1 Guará

10- UBS 2 Guará

11- UBS 3 Guará

12- UBS 1 Estrutural

13- UBS 1 Candangolândia

14- UBS 1 do Núcleo Bandeirante

15- UBS 1 Riacho Fundo 1

16- UBS 1 Riacho Fundo 2

17- UBS 1 Taguatinga

18- UBS 2 Taguatinga

19- UBS 5 Taguatinga (noturno)

20- UBS 7 Taguatinga

21- UBS 8 Taguatinga

22- UBS 2 Samambaia

23- UBS 5 Samambaia

24- UBS 7 Samambaia

25- UBS 8 Samambaia

26- UBS 11 Samambaia

27- UBS 3 Recanto das Emas

28- UBS 4 Recanto das Emas

29- UBS 8 Recanto das Emas

30- UBS 1 Vicente Pires

31- Centro Olímpico de Planaltina

32- UBS 4 Planaltina

33- UBS 1 do Jardins Mangueiral

34- Praça dos Direitos (Itapoã)

35- G. Poliesportivo S. Bartolomeu (São Sebastião)

36- Quadra do Paranoá (ao lado da Adm. Regional)

37- UBS 1 do Paranoá

38- UBS 2 de São Sebastião

39- UBS 2 do Itapoã

40- UBS 1 do Gama

41- UBS 2 Gama

42- UBS 3 Gama

43- UBS 4 Gama

44- UBS 5 Gama

45- UBS 6 Gama

46- UBS 1 Santa Maria

47- UBS 2 Santa Maria

48- UBS 1 de Ceilândia

49- UBS 3 de Ceilândia (noturno)

50- UBS 5 de Ceilândia

51- UBS 6 de Ceilândia

52- UBS 7 de Ceilândia (noturno)

53- UBS 10 de Ceilândia

54- UBS 11 de Ceilândia

55- UBS 12 de Ceilândia

56- UBS 16 de Ceilândia

57- UBS 17 de Ceilândia

58- UBS 1 de Brazlândia (noturno)

59- Praça dos Direitos Ceilândia

60- UBS 3 de Sobradinho

61- Reg. de Ensino Sobradinho 2

Drive-thru

18 e 19 anos: 12h às 17h (diurno) e 18h às 22h (noturno)

20 anos ou mais: 9h às 17h (diurno) e 18h às 22h (noturno)

1- Parque da Cidade – Estacionamento 13

2- Praça dos Cristais (noturno)

3- Sesi Gama

4- Unieuro – Águas Claras

5- Regional de Ensino de Sobradinho 2

6- Shopping Iguatemi

7- Centro de Práticas Sustentáveis do Jardim Botânico

Delta atinge jovens

Dos 87 casos de infecção pela variante delta identificados no Distrito Federal, 21 foram registrados em jovens de 20 a 29 anos. O número fica atrás apenas da faixa etária de 50 a 59 anos, que soma 22 casos. Além disso, segundo o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, 56 são mulheres e 34 homens. Por enquanto, o número de óbitos não se alterou: dois pacientes morreram por causa da cepa.

‘Depois, são pessoas de 40 e 49 anos, que são 15 casos; e de 30 a 39 anos, que são outros 13. Os outros estão espalhados por diversos grupos etários. Em relação à situação vacinal de todas essas pessoas, do total, 25 estão com esquema completo de vacinação. Outras 17 com o esquema parcial, 39 não estavam vacinadas e quatro não se aplicam à pesquisa. Outros dois casos estão em investigação’, detalhou Osnei, durante a coletiva de ontem. Quatro pessoas seguem internadas, sendo três em investigação. No total, 74 foram curadas.

Novos casos

Entre domingo e segunda-feira (16/8), o DF registrou 768 novos casos e 21 mortes por covid-19. Com a atualização, a média móvel de casos chegou a 668,43, equivalente a uma queda de 2,48% do índice de 14 dias atrás. O indicativo de mortes chegou a 14, índice 27,27% maior quando comparado ao mesmo período. A taxa de transmissão do vírus está em 0,95.

Ontem, a taxa de ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) voltadas para o tratamento da covid-19 estava em 62,50% na rede pública. De 197 leitos, 100 estavam ocupados, 60 vagos e 37 bloqueados. Na rede privada, a ocupação era de 88,94%, sendo que das 261 UTIs, 177 estavam com pacientes, 24 livres e 60 bloqueadas. Na fila de espera, havia sete pessoas com suspeita ou confirmação de infecção pela doença

Fonte: Correio Braziliense Online

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/covid-19-comeca-as-12h-desta-terca-vacinacao-de-jovens-com-18-e-19-anos/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação