O maior canal de informação do setor

Anuário elege Cristália melhor farmacêutica do país

706

Anuário elege Cristália melhor farmacêutica do país

O Laboratório Cristália venceu na categoria Farmacêutica e Cosméticos no anuário Valor 1000, produzido pelo jornal Valor Econômico, que reúne as melhores empresas em 26 setores, além de apresentar o ranking das 1000 maiores companhias do Brasil. Segundo a reportagem, o complexo industrial farmacêutico, farmoquímico, biotecnológico, de pesquisa, desenvolvimento e inovação 100% brasileiro está, pela quarta vez, no topo do ranking da categoria.

A companhia, que fornece 24 dos 30 produtos usados para tratamento da covid-19 em âmbito hospitalar, quadruplicou sua produção para atender os mais de quatro mil hospitais públicos e privados do Brasil. Só em 2020 foram investidos R$ 40 milhões na expansão da unidade de produção de Pouso Alegre (MG), que, além de soluções parenterais de grande volume, passou a produzir também medicamentos injetáveis, especialmente os utilizados no tratamento da covid-19 durante a intubação.

A iniciativa possibilitou a produção de 25 milhões de unidades de anestésicos por ano na unidade mineira. O resultado do aumento de demanda e de produção conferiu à empresa um faturamento de R$ 3 bilhões em 2020, alta de 25% ante o ano anterior, percentual superior ao do setor no período (11,5%). Neste ano, em que projeta uma receita de R$ 4 bilhões, a empresa continua investindo para atender à demanda crescente.

Para isso, adquiriu uma planta em Montes Claros ((MG), para ampliar a produção de todas as suas linhas farmacêuticas, investimento que deve chegar a R$ 500 milhões nos próximos três anos. Também planejam a expansão da capacidade de produção de insumos biotecnológicos na fábrica de Itapira (SP), que deve exigir algo em torno de R$ 200 milhões.

A companhia também se diferencia por não ser dependente da importação de insumos para a fabricação de medicamentos. Desde os anos 1980, o Cristalia investe na produção de insumos farmacêuticos ativos (IFAs) e hoje fabrica mais de 50% do que necessita para a produção de seus medicamentos. No caso dos produtos destinados ao tratamento da covid-19, a empresa importa apenas 15% da matéria-prima necessária, de países como Índia e China.

Os principais clientes do Cristália são os hospitais e o governo, pois a empresa é fornecedora do Sistema Único de Saúde (SUS). Para eles são destinados 80% de sua produção. Apenas 10% vão para as farmácias e o restante, para exportação.

Entre as novidades está a parceria que a empresa acaba de fechar com o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos da Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz), para fornecimento do biofármaco somatropina para o SUS. O medicamento é usado no tratamento de pacientes com hipopituitarismo (deficiência do hormônio do crescimento humano) e no tratamento da síndrome de Turner (doença genética que causa baixa estatura em mulheres).

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/cesta-de-higiene-beleza-volta-ao-nivel-pre-pandemia/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação