Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Devolução falsa ultrapassa o pishing nas fraudes digitais

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

fraudes digitais

Um novo cenário tem se revelado na luta contra as fraudes digitais no varejo. A 25ª edição do Relatório Global de Pagamentos e Fraude de Comércio Eletrônico, realizado pelo Merchant Risk Council (MRC) em parceria com a Visa Acceptance Solutions e a Verifi, identificou uma mudança substancial no perfil desses crimes.

Antes dessa pesquisa, os principais ataques fraudulentos estavam associados ao pishing – prática de enviar e-mails ou outras mensagens fingindo ser de empresas respeitáveis ​​para persuadir indivíduos a revelar informações pessoais.

Agora, as maiores ocorrências estão relacionadas aos seguintes aspectos:

  • Abuso na solicitação de reembolso – Quando um cliente faz um pedido, recebe a mercadoria e, em seguida, mente ao afirmar que não recebeu a remessa
  • Fraude na devolução da mercadoria – Os consumidores recebem e revendem o produto recebido, mas pedem a devolução na loja e enviam para o PDV a caixa com pedras e areia
  • Estornos baseados em falsas alegações – Ocorre quandoum titular legítimo do cartão de crédito inicia uma transação, mas posteriormente alguém a contesta como não reconhecida ou não autorizada

“Esses dados sinalizam a necessidade de os gestores reverem suas prioridades para combater as perdas, investindo em ferramentas antes e depois do processo de compra”, comenta Tracy Kobeda Brown, vice-presidente de Programas e Tecnologia do MRC.

“São tipos de ataques que influenciam na retenção de clientes e à própria marca que os varejistas trabalham tanto para manter”, acrescenta Lisa Polter-Tennant, vice-presidente sênior de relações com clientes globais da Verifi.

No Brasil, de acordo com o Serasa Experian, acontece uma fraude a cada 3,2 segundos.

Dicas para as empresas se protegerem contra fraudes digitais

Os autores da pesquisa elencam algumas recomendações básicas para as empresas se blindarem contra fraudes digitais.

  • Conte com plataformas de pagamento online. É preciso adotar uma sistemática que alie rapidez no processamento das transações à segurança
  • Faça a análise de compras. Invista em camadas preditivas de crédito e fraude, principalmente as que realizam a análise comportamental dos seus clientes e usuários. Assim, sua empresa pode avaliar o histórico do consumidor no mercado, status do seu CPF ou CNPJ, hábitos e até pendências em seu nome, por exemplo.
  • Ter acesso a um cadastro atualizado dos consumidores, de modo a checar a veracidade das informações fornecidas no momento de uma compra, é outra estratégia para reduzir riscos
  • Invista em soluções antifraude em camadas, uma vez que não existe uma bala de prata que funcione para todos os casos. Por isso, é importante munir o seu negócio com tecnologias de ponta que, combinadas, ajudem a preservar todas as etapas da jornada do seu cliente

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress