O maior canal de informação do setor

Diretor de informática do DataSUS elenca desafios da transformação digital da saúde

268

Com a quarta população mais conectada do mundo, o Brasil possui diversos desafios pela frente na hora de pensar na transformação digital da saúde no país. O diretor do departamento de informática do DataSUS, Merched Cheheb de Oliveira, participou, nesta segunda-feira (6/12), do CB Fórum Live ‘Inovação além do tratamento’, e abordou quais as perspectivas e desafios dentro da transformação digital do setor.

“Nosso desafio é a transformação digital para uma população conectada, que não aguenta não ter coisas digitais, que não aguenta mais não fazer uma solicitação que não seja presencial, ela tem que ter essa possibilidade”, indicou na abertura do segundo painel do debate, que abordou a eficácia da saúde na era da Inteligência Artificial.

Segundo dados expostos pelo diretor de informática do DataSUS, são 134 milhões de brasileiros conectados, o que representa 74% da população. Cheheb explicou que para atender essa demanda é necessário entregar um governo totalmente digital.

“Para implementar uma transformação digital você tem que ter uma estratégia. Por isso, em 2020, nós lançamos a Estratégia de Saúde Digital para o Brasil, um projeto que vai até 2028, além de um governo. Um projeto de país, que não foi feito só pelo Ministério da Saúde”, explicou.

Essa estratégia tem sete principais pilares: governança e liderança; informatização dos níveis de atenção; suporte e melhoria da Atenção à Saúde; usuário como protagonista; formação e capacitação de recursos humanos; ambiente de interconectividade e ecossistema de inovação.

O grande passo dado pelo governo em busca da inovação e da revolução digital na saúde é a Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS), rede que conecta atores e dados em saúde de todo país. “Não é um sistema de informação, mas uma rede de dados onde nós integramos os laboratórios, centros de pesquisas, farmácias, gestores. É um grande cartório de dados digitais da saúde”, ressaltou.

Os principais programas da RNDS são o Conecte SUS Cidadão e Conecte SUS Profissional. O aplicativo ficou conhecido na pandemia já que é por lá que o cidadão tem acesso ao comprovante de vacinação contra a covid-19.

Ao todo, já foram incluídas no aplicativo mais de 350 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 e 32,3 milhões de exames de covid-19. Além disso, o aplicativo mostra internações do paciente e medicamentos da farmácia popular.

Para exemplificar como funciona a rede e os aplicativos, Cheheb pontuou que mais de 392 laboratórios clínicos estão conectados aptos a enviar resultados de exames para o aplicativo. O CB Fórum Live ‘Inovação além do tratamento’ foi realizado pelo Correio Braziliense e patrocinado pela Roche Farma Brasil.

Fonte: Correio Braziliense


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/colgate-quer-atender-farmacias-independentes-com-loja-virtual/

 

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação