Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Sanofi e CRF se unem em EaD para farmacêuticos

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

ead para farmacêuticos
Divulgação; Canva

Uma plataforma de EaD para farmacêuticos uniu a unidade de consumer healthcare da Sanofi e o Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo (CRF-SP).

O novo canal tem como intuito ampliar o conhecimento sobre os principais pilares de cuidado dessa divisão de negócios da farmacêutica – uso de probióticos, vitaminas, alergias, dor e febre. Os conteúdos contarão com a expertise e embasamento técnico da unidade de negócios para atender às necessidades dos profissionais de vários estados cadastrados na plataforma do CRF.

A iniciativa oferece, a partir deste mês, trilhas de aprendizado, cursos presencias, webinars e simpósios dentro do congresso anual destinados aos profissionais registrados. Além disso, parte dos materiais também será disponibilizada na plataforma Sanofi Conecta, voltada para profissionais da saúde, pacientes e público geral, com foco em conteúdos relevantes e educacionais sobre saúde e bem-estar.

“Temos o consumidor no centro da nossa estratégia e contamos com um aliado muito importante no dia a dia: o farmacêutico. A parceria representa mais uma forma de contribuir para que o profissional se sinta qualificado e motivado a investir em conteúdo científico, para auxiliar e entregar soluções assertivas ao consumidor em suas queixas rotineiras e fomento ao autocuidado”, comenta Anna Paula Lacerda, scientific affairs em Consumer Healthcare na Sanofi.

EaD para farmacêuticos acompanha mercado de trabalho

A plataforma de EaD para farmacêuticos acompanha um movimento intenso do mercado de trabalho. Esses profissionais respondem pela segunda maior demanda de empregos formais no Brasil.

A demanda só é inferior à dos enfermeiros. As estimativas têm como base o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O relatório aponta a contratação de cerca de 49 mil farmacêuticos com registro em carteira de trabalho, contra 31,3 mil do mesmo período anterior. O saldo entre novos empregos e demissões é superior a 8,2 mil.

Na análise por região, o Sudeste lidera o volume de contratações, bem acima de Nordeste e Sul. Cinco estados totalizaram 53% da geração de empregos em 2022 – São Paulo (20%), Minas Gerais (12%), Rio Grande do Sul (8%), Rio de Janeiro (7%) e Paraná (6%).

O farmacêutico era a quarta carreira com maior contingente de novos empregos antes da pandemia. A Covid-19 ajudou a acelerar o interesse por esses profissionais, mas especialistas entendem que a demanda por mão de obra no setor não está somente atrelada ao coronavírus. Como exemplo, a Resolução 720, ao regulamentar os padrões para implementar consultórios farmacêuticos independentes da loja, estimulou novos recrutamentos.

A atualização da resolução que viabiliza a oferta de testes laboratoriais, aprovada pela Anvisa e que entra em vigor em agosto, também promete aquecer a procura por profissionais da categoria.

“Para completar, temos a Resolução 727 que regula a atividade de telefarmácia. Essa inovação ajuda a aproximar o farmacêutico do paciente e pode significar um diferencial competitivo na carreira”, ressalta o consultor farmacêutico Tiago Bocalon.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress