fbpx

Eli Lilly diz que teste com anticorpos sintéticos reduziu mortes por Covid em estudo com mil pacientes

A farmacêutica norte-americana Eli Lilly afirmou na última terça-feira (26) que a combinação de dois anticorpos sintéticos reduziu em 70% hospitalizações e mortes em pacientes de Covid-19 de alto risco. A notícia foi publicada pelo portal de notícias G1.

Veja também: Peru autoriza importação e uso de 1 milhão de doses da vacina Sinopharm, dizem fontes

Os resultados foram obtidos em um estudo de Fase 3 que contou com a participação de 1.035 pessoas. Contudo, os dados ainda não passaram por revisão de pares e nem foram publicados em revistas científicas.

Siga nosso Instagram

Daniel Skoyronsky, diretor científico da farmacêutica, revela que o tratamento também reduziu a carga viral dos pacientes e o tempo de recuperação da doença: “Bamlanivimab e etesevimab juntos têm o potencial de ser um tratamento importante que reduz, significativamente, as hospitalizações e a morte em pacientes com Covid-19 de alto risco”.

Os pacientes receberam um placebo ou a combinação de 2,8 gramas de cada um dos dois anticorpos. Entre os pacientes que receberam o tratamento, houve 11 mortes ou internações, o equivalente a 2,1% desse grupo. No placebo, foram 36 mortes ou hospitalizações, totalizando 7%. Com isso, houve uma redução de risco de 70%.

A Eli Lilly informou que continuará estudando o medicamento em outro ensaio para entender se doses mais baixas produziram o mesmo impacto.

Fonte: Revista da Farmacia

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra