fbpx
O maior canal de informação do setor

Em BH, tempo frio e seco movimenta as buscas por teste de Covid

166

Período seco e inverno são tradicionalmente sinônimos de alta de problemas respiratórios. Em meio à pandemia de Covid-19, porém, até sintomas leves, como coriza e tosse, acendem o alerta de pacientes e médicos e movimentam a procura por testes de detecção do coronavírus em Belo Horizonte. Apesar da vacinação em curso e a queda de indicadores da pandemia na capital, especialistas reforçam que testes de Covid-19 e isolamento devem ser realizados sempre que possível mesmo com sintomas leves.

A designer gráfica Rafaella Thomé, 37, conta que sentiu a garganta arranhando e sintomas de gripe com frequência durante este inverno. O que, antes da pandemia, não chamava tanto a sua atenção, desta vez tornou-se motivo de receio e a levou a procurar testes de Covid-19 duas vezes nos últimos meses. ‘Antes, eu não ligava se a garganta estava seca e depois de dois dias eu já melhorava, mas fico com medo agora’, conta.

Os resultados dos testes da designer deram negativo para Covid-19, tendência que, de acordo com a Drogaria Araujo, tem aumentado em Belo Horizonte. ‘O volume de testes realizados manteve-se estável nas últimas semanas, o que se percebeu é que o percentual de positividade reduziu, ou seja, as pessoas testaram muitas vezes pelos sintomas semelhantes da gripe e Covid, e, como os reagentes foram baixos, percebe-se que a demanda foi em relação aos sintomas, descartando Covid-19 e identificando mais casos de gripes e resfriados.

No mês de maio, 26% dos testes de Covid feitos na Araujo estavam dando positivo. No mês de julho, esse número teve uma queda, passando para 15% de casos positivos’, detalha a gerente técnica de serviço farmacêutico da drogaria, Isabel Dias.

Na rede pública, a tendência de queda da positividade também é observada, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG): entre o final de junho e início de julho, ela chegava a quase 27%. Já na primeira semana de agosto, não ultrapassou 19%.

Em Belo Horizonte, segundo a prefeitura, 11% dos exames RT-PCR deram positivo para Covid-19 em junho de 2021. Já em julho desde ano, 7% dos exames RT-PCR deram positivo para a doença.

Os critérios para exames para Covid-19 realizados pela Rede-SUS, assim como os segmentos da população constam na nota técnica 33, disponível para consulta no portal da PBH.

Segundo levantamento da Associação Brasileira das Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), tosse e coriza, também observados em outros quadros gripais, foram os sintomas mais comuns de quem realizou testes de antígeno nas farmácias brasileiras entre janeiro e junho e teve resultado positivo. A infectologista e professora da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) Carolina Ali, pontua que, especialmente no começo do quadro de Covid-19, é difícil diferenciar a doença de outros problemas respiratórios.

‘Na prática, não conseguimos diferenciar o quadro de resfriado, gripe e Covid-19. Quando a pessoa tem mais de dois sintomas, como tosse, coriza, dor de garganta e dor de cabeça, já é o bastante para suspeitar de Covid-19. Se a pessoa tem sintomas respiratórios, tem que ficar isolada, mesmo que seja gripe, porque não queremos mais disseminação de quadros gripais, que possam ser confundidos com Covid-19 e sobrecarregar o sistema de saúde’, explica. Ela pontua que a vacinação de mais pessoas contra a doença pode tornar ainda mais difícil diferenciar os quadros sem um teste, já que quem está vacinado tende a ter casos mais brandos da doença, caso se contamine.

A infectologista e professora da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Raquel Stucchi avalia que, passado quase um ano e meio desde o início da pandemia, os testes de Covid-19 já deveriam estar mais disseminados, principalmente nos serviços públicos de saúde. ‘As pessoas que têm quadros como rinites alérgicas já sabem quando têm sintomas. Mas algumas pessoas acham que estão com sintomas respiratórios por causa do clima seco ou porque pegaram frio, só que tudo pode ser Covid-19 e é importante que se faça um exame. É preciso fazer testes de antígeno ou RT-PCR, os outros testes de farmácia não servem’. Na rede pública de saúde, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) e a SES-MG não disponibilizam testes rápidos de antígeno ou do tipo RT-PCR para a população em geral com sintomas leves.

Orientação médica

O professor de clínica médica da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Arnaldo Santos Leite pontua que, além dos testes, a avaliação médica é primordial para descartar ou confirmar um quadro de Covid-19. ‘Um exame clínico vai diferenciar os diagnósticos, mas com muita frequência vai ser necessário fazer exames. A avaliação é essencial porque em quadros específicos de gripe em pacientes com comorbidades, por exemplo, utilizam-se medicamentos específicos’, detalha.

‘Se a pessoa não pode fazer um teste, o correto é que faça isolamento por dez dias, desde o início dos sintomas. Uma pessoa que trabalhe registrada pode ter uma laudo, mas se a pessoa é autônoma, sei que fica mais complicado. O correto seria se isolar, mas, tendo que sair de casa com sintomas gripais, que seja com máscara cirúrgica ou uma máscara do tipo N95, ou PFF2’, conclui a infectologista Raquel Stucchi, da Unicamp.

Fonte: O Tempo online

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/tosse-e-coriza-levam-a-busca-de-teste-rapido-de-covid/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação