O maior canal de informação do setor

Entenda porque a gestão farmacêutica é tão importante

160

Todos os dias, administradores de grandes, médios e pequenos negócios da área farmacêutica lidam com a gestão em farmácia, escutam ideias a respeito do conceito e precisam utilizá-lo na prática, mas geralmente o que acontece, é que nem todos os gestores sabem como administrar seu estabelecimento.

Apesar de muitas pessoas considerarem as farmácias como locais que apenas vendem remédios, medicamentos, entre outros produtos para a saúde e higiene, esses estabelecimentos incorporam o setor de saúde de uma comunidade. Sua importância é indiscutível, porém mantê-la rentável e estável financeiramente depende de diversos fatores ligados à gestão farmacêutica.

Esse é um mercado crescente no Brasil, uma vez que, só aumenta o número de pessoas que prefere ter um aconselhamento farmacêutico a esperar horas na fila de um pronto socorro para ser atendido. Para essa demanda, a gestão deve ser feita com sabedoria pelo farmacêutico, para que não faltem remédios e materiais para a rotina da farmácia, para manter controle do estoque, o fluxo do caixa, o recebimento de receitas, entre outros detalhes importantes.

Apesar de um farmacêutico não ter o mesmo conhecimento que um gestor ou administrador de empresas, é preciso que o mesmo entenda sobre planejamento, gestão de pessoas, projetos, de conhecimento, sustentabilidade, valores, políticas da empresa, gestão financeira. Caso ele não tenha tempo ou atribuições para fazer esse tipo de atividade, o ideal é que seja contratado alguém que saiba. Ter um gestor competente na sua farmácia pode fazer toda a diferença para seu crescimento.

Sabemos que é muito difícil trilhar esse caminho sem ajuda ou conhecimento assertivo que poderia facilitar determinados processos. Todavia, o objetivo desse conteúdo é exatamente ajudar a equilibrar o gerenciamento do seu negócio.

Antes de prosseguir com qualquer operação, é necessário compreender as condições de trabalho da sua empresa e determinar quais as áreas que melhoraram ou quais os obstáculos que o impedem de obter um bom desempenho de vendas. Desenvolva um plano de ação. Depois de observar a situação, você deve tomar medidas para reverter a situação.

Pensando nessas dores e dificuldades que os gestores de farmácia possuem, separamos algumas dicas para ajudar nessa atividade:

Acompanhamento do fluxo de Caixa

O fluxo de caixa não pode ser deixado de lado de forma alguma pelo gestor da farmácia. Todo o fluxo de entrada e saída da drogaria precisa ser registrado para que não ocorram problemas no fechamento.

Apenas com o controle diário desse fluxo vai ser possível realizar uma análise sobre o lucro da farmácia em determinado período, ou seja, a diferença entre a receita e as despesas durante todos os meses do ano. Assim, o gestor da drogaria vai conseguir planejar os próximos meses, de acordo com o resultado do anterior, tomando decisões como a redução de gastos ou o investimento em mais funcionários ou produtos, por exemplo.

É também de extrema importância que as receitas e despesas sejam categorizadas. No lugar dos gastos, por exemplo, eles podem ser divididos em custos variáveis como comissões, impostos e ajustes de última hora, e em custos fixos como conta de água, energia e folha de pagamento.

Organização do estoque

O controle de estoque é de suma importância para a gestão de uma farmácia. É através de seu controle e organização que se tem a quantidade necessária de medicamentos para a venda, sem que haja desperdício ou falta de algum deles para oferecer aos seus clientes. A falta de produtos pode se tornar o principal inimigo de uma farmácia, já que abre oportunidades para que seus clientes procurem a concorrência.

Uma boa alternativa para ter sucesso nesse controle é contratar um software de gestão de estoque, programa que permitirá que o farmacêutico disponibilize as informações da quantidade de cada medicamento e do setor onde está localizado no estoque, a fim de que o sistema mande um alerta automático quando um item está perto de acabar. Desta forma, o gestor ou o farmacêutico vai conseguir realizar o pedido desse item antes que o mesmo realmente acabe.

Além disso, é possível planejar a compra antecipada de um medicamento ou de algum outro produto, podendo garantir um desconto em épocas do ano com maior procura.

Criação de estratégias de Marketing

Para poder se destacar frente aos seus concorrentes, o ideal é que a farmácia tenha uma boa estratégia de marketing traçada. Promover campanhas sazonais durante o ano, criar janelas específicas para ofertas especiais, realizar campanhas de atração e ter um programa de fidelidade são algumas das ações que podem ser encaixadas em um bom planejamento.

Ser ativo nas redes sociais também pode contribuir muito, já que é um canal em que você pode informar mais rapidamente seu público sobre algum produto novo que chegou, alguma promoção de última hora e até passar algumas dicas de como é importante tomar os medicamentos da forma correta.

Lembramos que apesar de toda essa importância das redes sociais, ainda existe um grupo geralmente mais velho que não é muito acostumado a se informar por esses meios. Então algumas estratégias como registro de clientes e programa de fidelidade podem ajudar no contato com essas pessoas, seja mandando uma mensagem de texto ou por aplicativo como Whatsapp contendo algumas informações de produtos e promoções e ofertas para este público.

Diante de todo esse cenário, o investimento na mídia tradicional não pode ser abandonado. De acordo com sua região de atuação, a mídia em jornal ou em rádio local pode ser bastante efetiva para conseguir chegar de forma mais abrangente no público daquela região.

Fazer o bom uso da Tecnologia

A tecnologia tem que ser vista como uma grande aliada na gestão das farmácias, já que com ela podemos ter um software de gestão eficiente, o controle adequado dos produtos, fluxos de pagamentos etc.

Esses programas vão poder agilizar e facilitar os processos em sua drogaria da forma correta, com isso, abrindo oportunidade para gerir melhor o seu tempo para desenvolver novas campanhas e treinamentos internos, por exemplo.

Dicas extras:

Conheça os pontos e fracos da sua loja

No entanto, compreender os pontos fortes e fracos de uma loja ou rede de lojas, mesmo que tenha uma estratégia desenvolvida, tornará o comportamento do negócio mais confiante e eficaz. Além dos princípios, missão, visão e valores da farmácia, é necessário encontrar ou definir o campo de atuação, o mercado e o público. Destacar fatores de competitividade e fatores que precisam ser melhorados.

Defina metas para sua farmácia

Essa ação é muito importante para orientar as atividades da equipe, o que pode deixar todos mais motivados, principalmente quando há bônus para quem atingir as metas estabelecidas. Essas metas são essenciais para melhorar a competitividade no mercado, reter talentos e estabelecer uma base sólida de cultura de resultados.

Por fim

Essas são algumas dicas e direcionamentos que trouxemos para facilitar e aprimorar a gestão de uma farmácia.

Coloque todas elas em prática, e busque sempre está se informando melhor sobre as tecnologias no ramo das farmácias. Com uma gestão e atendimento eficiente você poderá ir cada vez mais longe.

Para receber mais conteúdos específicos relacionados à gestão e vendas nas farmácias preencha o formulário abaixo.

Fonte: Lapon

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação